Pernambuco Day reuniu lideranças em Brasília para discutir infraestrutura

Pernambuco Day marca o primeiro evento onde se debatem temas de infraestrutura de diversos estados do Brasil
Pernambuco Day foi o primeiro de uma série que pretende discutir a infraestrutura de transporte no país/Foto: Movimento Econômico

BRASÍLIA – Diversos empresários e gestores do setor de infraestrutura de transporte, além de representantes da bancada pernambucana no Câmara dos Deputados, se reuniram nesta quarta-feira (10), em Brasília, no Pernambuco Day, evento criado para debater mecanismos que possam ajudar a derrubar entraves para expansão do setor em Pernambuco.

Promovido pela Frente Parlamentar de Portos e Aeroportos e pelo Instituto Brasileiro de Infraestrutura (IBI), o Pernambuco Day foi o primeiro de uma série que discutirá o tema da infraestrutura de transportes envolvendo estados da federação.

Com a presença do ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, o evento reuniu presidentes de empresas como Agemar, Maersk, Tecon Suape, Dislub Equador, Portos de Suape e Recife, além de alguns secretários de Estado e associações empresariais, como Sindicato do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE) e Movimento Atitude Pernambuco.

Um Protocolo de Intenções foi assinado para viabilizar a parceria do Instituto com a Frente Parlamentar visando a elaboração de estudos em apoio às pautas prioritárias do setor. Mario Povia, diretor presidente do IBI, explicou que a iniciativa ajudará a derrubar entraves, sendo a burocracia um dos principais.

“Para um investimento portuário hoje, o tempo médio que se leva entre pedir autorização e conseguir, são três anos. O capital é volátil, não espera”, sustenta Povia. Ele acrescenta que o IBI, que é um braço técnico da Frente Parlamentar, quer dotar portos de mecanismos e precificação para sair do modelo atual, engessado, e ganhar mobilidade.

- Publicidade -
Pernambuco Day
Autoridades, parlamentares e empresários se reuniram em Brasília no Pernambuco Day para debater o setor de infraestrutura de transportes/Foto: divulgação

“Temos que precificar áreas portuárias e deixá-las viáveis sob o ponto de vista da Plano de Desenvolvimento e Saneamento. Uma vez que isso tudo esteja viabilizado, se disponibilizam essas áreas ao mercado para ficarem em licitação permanente. Se tiver mais de um interessado, a área vai a leilão. Do contrário, havendo apenas um interessado, como já está precificada, celebra-se um contrato”, pontua Povia. “Nada justifica uma demora de 60 dias ou mais para dizer sim, não ou talvez”, acrescenta.

“Pernambuco Day marca o primeiro evento onde se debatem temas de infraestrutura do estado de Pernambuco. Isso é importante para que a gente possa fazer o estado avançar e ter um protagonismo que está a dever. Temos portos e aeroportos que funcionam muito bem, mas não temos os acessos de qualidade e não adianta ter equipamentos muito bons sem que os acesos não funcionem”, diz Manoel Ferreira, diretor presidente do Grupo Agemar.

Manoel Ferreira
Manoel Ferreira, diretor presidente da Agemar

A Frente foi lançada em março de 2023 e em setembro surgiu o IBI. Desde então, as entidades têm atuado juntas. O ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, destacou a importância do trabalho conjunto e a aproximação com o empresariado para regulamentação e mais investimentos em infraestrutura e logística no estado.

“Na década de 1980, o Porto de Santos detinha 50% das importações e exportações do Brasil. Na década de 1990, o percentual desceu para 40%. Em 2023, chegou a 32%. Isso significa que outros portos cresceram, mas ainda precisamos avançar muito no setor”, disse Silvio Costa Filho na abertura do evento. “Precisamos avançar em Pernambuco com obras na BRs 423 e 104, com a duplicação da BR-232, além de destravar o Arco Metropolitano e retomar obras da Transnordestina”, defende.

deputados e inistro
Deputados Augusto Coutinho, Coordenador da bancada de Pernambuco na Câmara; Paulo Alexandre Barbosa, presidente da Frente Parlamentar; e o ministro Silvio Costa Filho: reunião pela infraestrutura/Foto: Movimento Econômico

Silvio Costa Filho lembrou que os investimentos em Suape são da ordem de R$ 2 bilhões – incluindo os R$ 1,6 bilhão a serem investidos pela APM Terminals num terminal de contêineres -, além de outros investimentos em dragagem e melhorias da infraestrutura portuária. O ministro ainda anunciou que Porto do Recife, na capital pernambucana, passará por dragagem e leiloará, em maio, na B3, quatro dos seus terminais.

O ministro destacou o investimento no Aeroporto Internacional dos Guararapes (Recife), em torno de R$ 500 milhões, mais R$ 140 milhões no aeroporto de Caruaru e intervenções nos terminais de Garanhuns, Serra Talhada e Araripina.

“Nós, da Maersk e APM Terminals, valorizamos iniciativas como esta do ‘Pernambuco Day’, promovida pela Frente Parlamentar de Portos e Aeroportos e pelo Instituto Brasileiro de Infraestrutura (IBI). Acreditamos que debates como este são essenciais para fomentar discussões de alto nível e fortalecer o ambiente de negócios do nosso setor, impulsionando investimentos e melhorias nas áreas portuária e de infraestrutura do Brasil e, neste caso, mais especificamente na região Nordeste”, afirma Danilo Veras, Head de Pulic Affairs do grupo Maersk para a América Latina.

O presidente da Frente Parlamentar de Portos e Aeroportos, deputado Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP), disse que o Pernambuco Day é o primeiro evento de uma série que visa aproximar o empresariado do Congresso para tratar de temas de interesse do desenvolvimento nacional. “Nada melhor do que começar por Pernambuco, onde grandes projetos estão sendo executados e que sirvam de exemplo para outros estados brasileiros. Esse é o nosso grande objetivo”, diz.

Leia também:

Porto do Recife já tem data para leilão de quatro terminais: 23 de maio

Exporta Mais Brasil terá rodada com 14 empresas alagoanas e 6 compradores internacionais

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -