Monte Rodovias: saiba de quanto foi investimento em 3 anos em PE e BA

Fique por dentro dos principais projetos da concessionária responsável pelas rotas do Atlântico e dos Coqueiros e Bahia Norte
Monte Rodovias divulga investimentos de R$ 186 milhões nas estradas de Pernambuco e Bahia
Presidente da Monte Rodovias em Pernambuco, Rafaela Araújo afirma que empresa busca melhoria contínua das estradas e da experiência do cliente/Foto: Jorge Gregório Cabral

A Monte Rodovias reporta investimentos de R$ 186 milhões nas suas concessões nos estados de Pernambuco e Bahia, entre os anos de 2021 e 2023. A média de aportes – segundo a empresa – foi em torno de R$ 1 milhão por quilômetro de extensão nesse período, considerando os 183 km operados pela empresa, responsável pelas rotas do Atlântico e dos Coqueiros (PE) e pela Bahia Norte.

“Fechamos esse ciclo, com resultados positivos em nossas operações e perspectiva de ampliar nossa atuação no curto e médio prazo“, afirma a presidente da companhia em Pernambuco, Rafaela Araújo, sem adiantar detalhes sobre os planos para o futuro.

- Publicidade -

“Com isso, consolidamos a holding, constituída em julho de 2020, como a maior referência estadual do setor no Nordeste do Brasil”, sustenta a executiva.

Autoatendimento é destaque no programa da Monte Rodovias

Entre as ações destacadas pela Monte Rodovias nesse ciclo está uma iniciativa de autoatendimento, com aportes de R$ 3,5 milhões.

“Esse projeto, iniciado em 2022 e que será concluído em 2023, visa agilizar e facilitar os pagamentos nas cabines de pedágio por débito e aproximação no cartão. Foi um avanço significato na experiência dos usuários no Nordeste”, explica Rafaela Araújo.

- Publicidade -

Monte Rodovias: análise de dados e IA generativa são prioridade

Outro projeto que vem sendo tratado como prioridade pela Monte Rodovias é o Centro de Controle Operacional (COO), investimento de R$ 3 milhões com previsão de conclusão até dezembro deste ano.

Na etapa atual do centro, estão sendo implementadas a ampliação do número de monitores, a integração de recursos de inteligência artificial generativa (2ª geração de IA) e também de soluções de análise de dados em tempo real.

“Isso vai nos permitir processar informações capturadas por câmeras de vigilância ao longo das rodovias, num tempo muito menor e numa escala maior que a possível hoje, proporcionando, entre outras vantagens, mais segurança para os usuários e mais eficiência em nossa gestão”, ressalta a presidnete.

“Temos um compromisso com a excelência operacional e inovação utilizando sistemas que melhoram de forma contínua a qualidade do serviço e nos permitam um crescimento contínuo”, frisa.

Monte Rodovias opera Rota do Atlântico, em Pernambuco
Monte Rodovias é responsável pela gestão da Rota do Atlântico, que dá acesso ao Porto de Suape e às empresas do complexo/Foto: Monte Rodovias

O que foi feito pela Monte Rodovias em Pernambuco?

A Rota do Atlântico teve aportes de de R$ 45 milhões, no triênio analisado, em obras e serviços de manutenção, que incluem a restauração de pavimentação, reaplicação de sinalizações na pista e substituição de placas de sinalização.

Essa estrada é uma das vias mais importantes para a economia estadual por ser o acesso ao Porto de Suape e às empresas instaladas no complexo industrial do qual o ancoradouro faz parte.

Além disso, a via é uma das interligações às praias do litoral sul do estado que estão entre os principais produtos turísticos de Pernambuco, como Porto de Galinhas.

Na Rota dos Coqueiros, foram realizadas melhorias na ponte Arquiteto Wilson Campos Júnior, incluindo manutenção, substituição do sistema de iluminação (com adoção de lâmpadas de LED que proporcionam ganhos de custo e ambientais) e reforço da segurança para ciclistas.

Essa rota conecta o Recife e Jaboatão dos Guararapes ao Cabo de Santo Agostinho. É considerada vital para de diversos setores econômicos, incluindo os clusters de logística de Jaboatão dos Guararapes e Cabo, que operam de forma integrada ao Porto de Suape.

Quando a Monte Rodovias começou a atuar em Pernambuco?

As concessões da Monte Rodovias em Pernambuco foram firmadas em maio de 2021, por meio de parceria público-privada do governo do estado, na gestão Paulo Câmara. No contrato, a administração estadual é representada pelo Consórcio Metropolitano de Transporte (CTM).

Monte Rodovias é responsável pela administração da Bahia Norte
Operada pela Monte Rodovias, Bahia Norte é estratégica para indústria, turismo, logística e transporte de pessoas/Foto: Monte Rodovias

Quais os projetos na Bahia Norte?

Na Bahia Norte, o principais projeto da Monte Rodovias foi a duplicação de três quilômetros remanescentes da BA-093 (R$ 34 milhões). A estrada também foi contemplada com recuperação do pavimento, estabilização de taludes, revitalização de praças e modernização das bases de operação.

Localizada na Região Metropolitana de Salvador, a Bahia Norte interliga oito municípios: a capital, Mata de São João, Pojuca, Dias D’Ávila, Camaçari, Simões Filho, Lauro de Freitas, Candeias.

O eixo é uma interligação estratégica para o polo industrial de Camaçari – um dos mais importantes do país – e para balneários badalados como a Costa do Sauípe, Praia do Forte, Vilas do Atlântico e Arembepe. Também é essencial para o transporte de pessoas, impactando 23% de toda a população baiana.

Quem é a empresa?

A Monte Rodovias S.A. foi constituída em julho de 2020 para consolidar a estratégia da Monte Capital Management na área de concessões rodoviárias. A empresa integra a holding Monte Equity Partners, braço do fundo voltado para esse área.

A Monte Equity adquiriu, em 2021, as S.A. Bahia Norte S.A., Rota do Atlântico (CRA) e Rota dos Coqueiros (CRC). A CRA era controlada pela Odebrecht Rodovias e Invepar e a CRC, pela Odebrecht e Grupo Cornélio Brennand.

Leia mais sobre Monte Rodovias:

Rotas do Atlântico e dos Coqueiros têm nova administração

Rota do Atlântico testa pedágio com autoatendimento em 2 pistas

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -