PSB filia Cid Gomes e dezenas de prefeitas e prefeitos no Ceará

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
O Partido Socialista Brasileiro recebeu neste domingo (4/2), em seus quadros, o senador Cid Gomes, a ex-governadora do Ceará e secretária executiva do Ministério da Educação do Brasil, Izolda Cela, e 40 prefeitos e prefeitas cearenses. Foto: Rodrigo Carvalho

Em grande ato de filiação, o Partido Socialista Brasileiro recebeu neste domingo (4/2), em seus quadros, o senador Cid Gomes, a ex-governadora do Ceará e secretária executiva do Ministério da Educação do Brasil, Izolda Cela, e 40 prefeitos e prefeitas cearenses – segundo informações repassadas por assessoria do PSB. O evento contou com a presença do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin; do ministro da Educação e ex-governador do Estado, Camilo Santana, do PT; do ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, Márcio França; do deputado federal, Pedro Campos, e de diversas lideranças políticas do país.

Cid Gomes foi para o PSB depois de romper politicamente com seu irmão, Ciro Gomes, do PDT. Foto: Rodrigo Carvalho

A movimentação de troca de partido feita pelo ex-governador Cid Gomes confirma o rompimento do senador com o seu irmão, o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes, que permanece no PDT. Cid mostrou força política na mudança partidária e chega ao partido levando prefeitos e a ex-governadora Izolda Cela. Cid agradeceu todas as lideranças e militantes presentes, especialmente a Eudoro Santana que foi o responsável pela sua vinda para o PSB e com o qual nutre uma amizade de mais de 40 anos, e Izolda Cela. “Eudoro é uma figura extraordinária, um homem daqueles que é referência, exemplo daqueles pra gente seguir cegamente. E eu me orgulho muito de ter conquistado essa amizade. E sou muito grato pelo seu empenho pessoal, sei que se deve a isso a minha filiação aqui ao PSB hoje”, disse.

“Izolda é nossa conterrânea e não consigo me enxergar num lugar sem que ela esteja junto. E eu, pessoalmente, quando resolvi me filiar ao PSB, liguei para ela e agradeço a presença dela aqui. Você tem muito a fazer pela política do nosso Estado e do Brasil”.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, não pode comparecer ao evento por questões de saúde, mas enviou uma mensagem saudando os novos correligionários. Foto: PSB

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, não pode comparecer ao evento por questões de saúde, mas enviou uma mensagem saudando os novos correligionários. Segundo Siqueira, a chegada de Cid, Izolda e de outros quadros políticos do Ceará vai reforçar o projeto nacional do PSB, a luta na defesa da democracia e a evolução política e social do país. “Seremos a partir de agora mais fortes ainda na defesa de causas que são incontornáveis para a construção de um país mais justo, igualitário e fraterno”, afirmou.

O socialista destacou em sua mensagem ainda a importância do senador “por sua expressão política no Estado e sua liderança exercida na vida pública em termos regionais e nacional”. Ele também celebrou a filiação da ex-governadora Izolda que “merece destaque pela trajetória que construiu em sua carreira política”.

Geraldo Alckmin defendeu que “política é coisa séria, mexe com a vida das pessoas”. “É por isso que estamos felizes de quadros que tem espírito público, experiência, competência, serviço prestado ao Ceará e ao Brasil virem ao PSB”, finalizou.

A ex-governadora e secretária executiva do MEC, Izolda Cela, demonstrou animação ao se filiar ao PSB. Foto: Rodrigo Carvalho

A ex-governadora e secretária executiva do MEC, Izolda Cela, afirmou ser uma honra entrar para as fileiras do PSB e estar ao lado de pessoas exemplares como Eudoro Santana e Cid Gomes. “Muito obrigada por estar aqui no PSB e pela acolhida, este que é um partido com uma trajetória respeitável, com uma militância histórica e com outras que chegam agora para fortalecer o nosso Estado e o nosso país”, agradeceu.

O ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, Márcio França (PSB), desejou boas-vindas aos novos filiados e afirmou que, em 41 anos que está no partido, esta foi a filiação mais expressiva que já viu. “Certamente essa foi a maior filiação, com o maior número de pessoas se filiando ao mesmo tempo, que a gente fez em toda história do nosso partido, que é o mais antigo do Brasil com 80 anos. Parabéns a todos do Ceará por esse grande evento que marcou a história do nosso partido”, disse.

O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), representou os outros dois chefes dos Executivos estaduais que pertencem ao PSB: Renato Casagrande, do Espírito Santo; e João Azevêdo, da Paraíba. Ele afirmou que Cid e Izolda são pessoas em que ele se espelha e tem plena admiração. “Quero trazer a mensagem dos governadores de que é importante que cada um fortaleça esse partido nos seus Estados, na missão de ampliar esse partido pra que nos tornemos o maior partido em nossos respectivos
Pedro Campos ressaltou a importância do ato para a consolidação das forças de esquerda do país. “Hoje é um dia histórico para o Ceará e para o Brasil, tão importante quanto foi o passo dado pelo presidente Alckmin quando se colocou como vice-presidente do presidente Lula. Demonstra o fortalecimento da frente do PSB e das forças de esquerda no nosso país”, afirmou.

O deputado federal Pedro Campos ressaltou a importância de dar segurança e sustentação para o governo do presidente Lula. Foto: Divulgação

Pedro Campos relembrou a primeira filiação do senador Cid Gomes, realizada na presença do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos. “Cid, você teve a oportunidade de ser recebido anteriormente no PSB pelo meu pai. Hoje eu venho representando, além dos deputados federais, o prefeito do Recife, João Campos, para dizer que você é muito bem-vindo. Tenho certeza que você ainda vai construir muito no PSB”, afirmou.

Na ocasião, o parlamentar ressaltou a importância de dar segurança e sustentação para o governo do presidente Lula. “É preciso dar sustentação às forças de esquerda para que o ministro Camilo e Izolda continuem revolucionando a educação, para que a gente continue tirando o povo e o Brasil do mapa da fome”, afirmou.

O socialista relembrou o legado de Arraes. “Eu aprendi com o cearense Doutor Arraes, que quem milita nas forças de esquerda precisa defender de forma inegociável a democracia, a soberania popular e nacional, a organização da luta do povo e priorizar sempre os que são excluídos e marginalizados pela nossa sociedade. É desse lado que seguiremos lutando”, concluiu.

Ainda estiveram presentes no ato, o diretor vice-presidente da Fundação João Mangabeira, Alexandre Navarro, a secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires, representante todos os outros segmentos do partido (LGBT, Inclusão, Sindical, Popular, Juventude e Negritude), os deputados federais Duarte Jr. (PSB-MA) e Lídice da Mata (PSB-BA), a vice-presidente do PSB-CE, Socorro França, e lideranças do governo Lula.

Leia também:
João Campos tem a maior intenção de votos entre as 10 maiores capitais do Brasil
João Campos recebe apoio formal do Republicanos para eleições municipais
PSDB recebe novos filiados do Agreste pernambucano para disputar eleições
Alepe cobra diálogo a Raquel Lyra. Álvaro Porto choca com áudio vazado contra governadora
Prefeito e vice-prefeito de Vicência se filiam ao PSDB
Humberto vai ao sertão para fortalecer PT em PE
Fátima Bezerra torna-se a primeira mulher presidente do Consórcio Nordeste

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias