Fecomércio-PE fará centro de cursos de saúde no Centro do Recife

A Fecomércio-PE vai investir quase R$ 80 milhões em dois empreendimentos no Centro do Recife, além de concluir um investimento de R$ 29,5 milhões em Serra Talhada
O presidente do Sistema Fecomércio-PE, Bernardo Peixoto, diz que a agenda do setor pode nortear politicas públicas para melhorar o ambiente de negócios. Foto: Thalyta Tavares

O sistema Fecomércio-PE vai investir mais de R$ 50 milhões em um retrofit do Edifício San Diego, na Avenida Dantas Barreto, e transferir pra lá todos os cursos e capacitações da área de saúde do Serviço Nacional do Comércio (Senac) no Recife. É uma colaboração da instituição para revitalizar uma área do Bairro de São José, no Centro do capital pernambucana que está esvaziada e com o tradicional comércio da área em baixa. Os investimentos totais da instituição chegam a mais de R$ 101,5 milhões em três empreendimentos, incluindo um que está em fase de conclusão.

“A nossa expectativa é de que cerca de 5 mil pessoas passem diariamente pelo centro dos cursos de saúde do Senac”, diz o presidente do Sistema Fecomércio-PE, Bernardo Peixoto. Localizado no final da Dantas Barreto, o centro de cursos da saúde vai receber salas de aula, laboratórios e o curso superior de enfermagem – aprovado pelo MEC – que passará a ser oferecido pela instituição a partir de 2025.

O prédio tem uma área que vai ser utilizada de 9 mil metros quadrados. O local também vai atender os comerciários. Ainda não há data para o início das obras do centro de saúde do Senac. “Só vamos começar quando tudo estiver regularizado”, comenta Bernardo Peixoto, referindo-se à burocracia para a liberação das obras do prédio.

A entidade está à frente de outra iniciativa que pode contribuir para a revitalização da área central do Recife: um estudo, a ser lançado em maio, feito pela Consultoria Ceplan que vai apontar perspectivas e oportunidades econômicas para o centro da capital pernambucana.

Centro cultural Santo Amaro

Também na parte histórica do Recife, a instituição iniciou as obras do Centro de Produção Cultural de Santo Amaro que terá o nome de Josias Albuquerque, que esteve à frente da presidência da Fecomércio-PE por algumas décadas. O empreendimento vai funcionar onde fica o Sesc, no bairro de Santo Amaro. As obras vão custar cerca de R$ 22 milhões e devem ser concluídas em 2026.

- Publicidade -

O local terá uma galeria de arte chamada Corbiniano Lins. A ideia do centro é inspirada nos centros culturais comunitários que existem em Medellín, na Colômbia, com atividades para a comunidade, exposições e novos espaços.

O terceiro empreendimento que faz parte do investimento de mais de R$ 101 milhões é uma escola e faculdade do Senac em Serra Talhada, a 413 quilômetros do Recife. O local será inaugurado no dia 23 de maio. O empreendimento recebeu um investimento de R$ 29,5 milhões que está sendo concluído. “O espaço também foi projetado para abrigar grandes eventos, podendo receber até 15 mil pessoas”, diz Bernardo.

Ainda na parte de obras físicas, a Fecomércio-PE vai inaugurar, no dia 4 de maio, 12 quadras de tênis implantadas em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. “A nossa expectativa é de trazer os campeonatos nacionais de tênis para o local”, afirma Bernardo Peixoto.

Agenda estadual da Fecomércio-PE

A diretoria da Fecomércio reuniu políticos e empresários para lançar, nesta segunda-feira (22), a Agenda Institucional do Sistema Comércio e da Agenda Estadual do Comércio 2024, elaborada com a participação de representantes de sindicatos e empresários que atuam nestes setores. A intenção da entidade é fazer com que as sugestões do documento sejam aplicadas em políticas públicas.

“A segurança jurídica continua sendo a maior preocupação do empresariado”, conta Bernardo Peixoto, acrescentando que as leis, principalmente as tributárias, mudam muito, “saindo novas normas todo dia”. O documento foi distribuído com 15 políticos, incluindo o senador Fernando Dueire (MDB).

A expectativa é de que as alterações constantes, principalmente no ICMS, deixem de existir com a reforma tributária que deve começar a ser regulamentada a partir desta semana pelo Congresso Nacional. “Temos uma equipe de especialistas trabalhando com a reforma tributária”, conta Bernardo.

A agenda estadual indica pautas importantes para o empresariado do setor em várias áreas como ambiente de negócios, infraestrutura, política tributária, educação e bem-estar. Entre as ações citadas em ambiente de negócios estão: intensificação do policiamento dos centros comerciais, incentivo para acesso ao crédito, estímulo ao empreendedorismo com o surgimento de novas empresas, apoio às startups, redução do prazo de emissão de licenciamento e alvarás, concentração dos serviços de licenciamento e desburocratização, entre outras.

Na área de infraestrutura estão ampliação do saneamento, melhoria da mobilidade, a necessidade de obras estruturantes, dar condições para o avanço do 5G no Estado e o incentivo à economia de baixo carbono, entre outros.

A política tributária é uma preocupação do empresariado. A agenda pede uma redução, gradativa do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que representa 6% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, de acordo com o documento. Com a reforma tributária, o ICMS e o ISS vão se transformar no Imposto para Bens e Serviços (IBS). “Somente a reforma tributária não vai resolver o problema do País, tem que ter uma reforma administrativa”, conclui Bernardo Peixoto. No futuro, a reforma administrativa pode impedir de aumentar o tamanho (e as despesas) do Estado brasileiro.

Representando a governadora Raquel Lyra (PSDB), o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Maurício Laranjeiras, argumenta que é importante a iniciativa da agenda por mostrar com mais clareza as demandas do setor, ajudando a planejar o desenvolvimento que se almeja. Também presente ao evento, o senador Fernando Dueire (MDB) diz que a Fecomércio-PE é um sistema extremamente comprometido com Pernambuco, que tem uma adesão da sociedade pernambucana, além de formar mão de obra própria qualificada.

Leia também

Fecomércio-PE divulga estudo sobre impacto do aumento do ICMS no Estado

Fecomércio-PE promove webséries com empreendedores que inspiram

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -