Pedro Campos integra Frente Parlamentar pelos Centros Urbanos

Para o parlamentar, é imprescindível que a máquina pública fomente atividades econômicas, tecnológicas, construções e intervenções para o uso coletivo dos espaços e soluções em moradias de interesse social nestas áreas

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Na ocasião, o deputado Pedro Campos (PSB) citou a experiência do Porto Digital, maior parque tecnológico urbano e aberto do Brasil, com sede no Recife. Foto: Lula Carneiro
Na ocasião, o deputado Pedro Campos (PSB) citou a experiência do Porto Digital, maior parque tecnológico urbano e aberto do Brasil, com sede no Recife. Foto: Lula Carneiro

Parlamentares da Câmara dos Deputados e do Senado Federal criaram, na última semana, a Frente Parlamentar pelos Centros Urbanos. A iniciativa visa discutir políticas públicas para revitalização das áreas centrais dos municípios e suas zonas históricas.

O deputado federal Pedro Campos (PSB-PE), que integra a Frente, ressaltou a importância de repensar estrategicamente os espaços urbanos brasileiros. “É fundamental olhar estrategicamente para essas regiões e implementar políticas públicas que unam a potencialidade econômica, tecnológica, arquitetônica, histórica e cultural com sustentabilidade, geração de emprego, renda e justiça social”, ponderou.

Na ocasião, o deputado citou a experiência do Porto Digital, maior parque tecnológico urbano e aberto do Brasil, com sede no Recife. “Experiências exitosas como a do Porto Digital, que entrega soluções e formação profissional em Tecnologia para o Brasil e para o mundo, devem ressoar pelo país. A iniciativa, que une poder público, academia, sociedade civil e setor privado, realizou uma profunda transformação na área central da capital pernambucana”, afirmou.

Para o parlamentar, é imprescindível que a máquina pública fomente atividades econômicas, tecnológicas, construções e intervenções para o uso coletivo dos espaços e soluções em moradias de interesse social nestas áreas.

“A isenção tributária para atividades e investimentos na áreas urbana de zonas históricas e áreas centrais é uma luta que estamos travando na reforma tributária. Tornar essas regiões pulsantes traz ganhos econômicos e sociais”, afirmou.

A Frente objetiva, de modo contínuo, debater sobre a inovação da legislação necessária à promoção de políticas urbanas, sociais e econômicas eficazes para a melhoria da qualidade da promoção dos centros urbanos do Brasil, influindo no processo legislativo.

Leia também:
Dani Portela é aprovada como pré-candidata a prefeita do Recife
Prefeito de Veneza na Masterboi de Canhotinho
Prefeitura do Recife sorteia apartamentos do habitacional Sérgio Loreto
Municípios recebem recomposição de FPM de R$ 4 bi referentes a 3 meses
Luciana Santos anuncia financiamento de R$ 20 bi para “agenda verde”
CCJ do Senado aprova PEC que proíbe militares da ativa se candidatarem
Humberto, Gleisi, João Campos, Márcio França e Siqueira debatem eleições de 2024, em Brasília
Humberto viaja à COP 28 e acompanhará agenda de Lula
Dueire visita obras do Aeroporto do Recife

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias