Dani Portela é aprovada como pré-candidata a prefeita do Recife

Dani Portela quer ser a primeira prefeita negra do Recife

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
A pré-candidata Dani Portela, do PSOL, defende a ampliação das políticas públicas do Governo Federal nos municípios. Foto: Tom Cabral/Equipe Dani Portela

Com a decisão tomada neste domingo (3/12), durante o Congresso Municipal do PSOL, na presença de mais de 150 delegadas e delegados, Dani Portela passa a ser a única mulher, até o presente momento, a postular o cargo em 2024 em oposição a João Campos (PSB).

“Eu quero ser candidata à prefeita do Recife porque, como o Presidente Lula sempre diz, é preciso incluir os pobres no orçamento público. O Recife é hoje uma das cidades mais desiguais do país. As palafitas voltaram à nossa cidade e em todos os lugares por onde andamos vemos famílias inteiras morando nas ruas e pessoas passando fome. É essa realidade que eu quero mudar. Governar é muito mais que fazer obras, é principalmente priorizar as pessoas”, pontuou Dani.

A pré-candidata defende a ampliação das políticas públicas do Governo Federal nos municípios. “Quero governar o Recife com um projeto alinhado ao do Presidente Lula e que se contraponha ao da extrema-direita e da direita tradicional. Quero governar dialogando com os trabalhadores e trabalhadoras dessa cidade, fortalecendo o serviço público, porque são os mais pobres que mais precisam dele. Quero ser a primeira prefeita negra do Recife para governar para aqueles e aquelas que são sempre excluídos das prioridades das políticas públicas mas que são a maioria da nossa cidade”, finalizou.

O presidente estadual do PSOL Thiago Paraíba ressaltou a decisão do encontro. “É uma importante decisão que o PSOL toma, definindo a companheira Dani Portela como nossa pré-candidata a prefeita do Recife. Certamente, ela representará muito bem o programa de esquerda que vamos apresentar à sociedade e, pelo caráter estratégico do Recife, contribuirá para fortalecer o partido em todo o estado”, destacou.

Thiago Carvalho, que na ocasião foi eleito presidente municipal do PSOL no Recife, também falou sobre a escolha do partido para a eleição. “A escolha de Dani Portela como nossa pré-candidata é o primeiro passo que damos para nossa participação na eleição de 2024. A partir de agora vamos iniciar a construção de um programa de esquerda, com muita participação popular e muito diálogo com os movimentos e com toda a esquerda, para apresentar ao povo do Recife na eleição”, reforçou.

O PSOL junto a Rede, partido com o qual está federado, deverá abrir diálogo com as siglas de esquerda e movimentos sociais para debater a cidade. Foto: Tom Cabral/Equipe Dani Portela

A partir de agora, o PSOL junto a Rede, partido com o qual está federado, deverá abrir diálogo com as siglas de esquerda e movimentos sociais para debater a cidade.

Dani Portela quer ser a primeira prefeita negra do Recife. Foto: Tom Cabral/Equipe Dani Portela
Dani Portela quer ser a primeira prefeita negra do Recife. Foto: Tom Cabral/Equipe Dani Portela

Leia também:
Prefeito de Veneza na Masterboi de Canhotinho
Prefeitura do Recife sorteia apartamentos do habitacional Sérgio Loreto
Municípios recebem recomposição de FPM de R$ 4 bi referentes a 3 meses
Luciana Santos anuncia financiamento de R$ 20 bi para “agenda verde”
CCJ do Senado aprova PEC que proíbe militares da ativa se candidatarem
Humberto, Gleisi, João Campos, Márcio França e Siqueira debatem eleições de 2024, em Brasília
Humberto viaja à COP 28 e acompanhará agenda de Lula
Dueire visita obras do Aeroporto do Recife

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias