Teresa Leitão destaca Sebrae para micros e pequenos empresários

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
eresa destacou o Programa Sebrae de Consultoria Tecnológica - o Sebraetec, que já alcançou 20 anos; e o Programa Agentes Locais de Inovação - o ALI, que está completando 15 anos. Foto: Mariana Leal
Teresa destacou o Programa Sebrae de Consultoria Tecnológica – o Sebraetec, que já alcançou 20 anos; e o Programa Agentes Locais de Inovação – o ALI, que está completando 15 anos. Foto: Mariana Leal

A senadora Teresa Leitão (PT-PE), em sessão semipresencial do plenário da Casa, nesta quarta-feira (6/12), enalteceu programas desenvolvidos pelo Sebrae, presidido hoje pelo ex-deputado e ex-prefeito Décio Lima, de Santa Catarina. “Educador ou educadora é todo aquele que compartilha conhecimentos, que troca saberes, que compartilha ideias. Todo aquele que facilita o aprendizado, o domínio da cultura, das ciências e das técnicas. É quem multiplica o saber e, dessa forma, melhora a vida das pessoas e o Sebrae e seus profissionais, ao longo de mais de 50 anos, vêm desempenhando esse papel”, lembrou Teresa, que é professora de formação.

Teresa destacou o Programa Sebrae de Consultoria Tecnológica – o Sebraetec, que já alcançou 20 anos; e o Programa Agentes Locais de Inovação – o ALI, que está completando 15 anos. O ALI é um programa de extensão que apoia a inovação e o desenvolvimento locais, em parceria com o CNPq, enquanto o Sebraetec é o mais consolidado programa de extensão tecnológica da América Latina, conectando pequenos negócios a uma rede de milhares de empresas prestadoras de serviços tecnológicos, promovendo a inovação por meio do aperfeiçoamento de processos, produtos e serviços.

Ovelhas e bolo de rolo

Para exemplificar o sucesso dos programas do Sebrae, a senadora escolheu duas experiências desenvolvidas em Pernambuco.

A primeira vem do Rancho Dudé, em Cabrobó, no sertão do estado. O criador João Berlúcio recebeu apoio tecnológico para aprimorar uma raça de ovelhas — a raça Berganês. As ovelhas dessa raça têm pelo curto, que não se presta à produção de lã, mas os animais são grandes e se destinam à produção de carne. Com o melhoramento genético do plantel, o rancho transformou-se em um pequeno negócio que passou também a comercializar reprodutores e matrizes de excelente qualidade para produtores da região e de outros estados.

O segundo caso tem a ver com uma iguaria tipicamente pernambucana: o bolo de rolo, patrimônio cultural e imaterial do estado. Em Camaragibe, os irmãos Alamys e Alesson criaram, em poucos anos, a partir do zero, uma fábrica que produz mais de 20 toneladas de bolos de rolo por ano. Hoje, eles vendem para mais de 300 estabelecimentos, incluindo grandes supermercados em Pernambuco e em outros estados nordestinos. Os irmãos receberam apoio dos programas do Sebrae em vários momentos, da abertura do negócio à gestão comercial, financeira e jurídica, além de produção e inovação tecnológica.

“Menciono apenas esses dois casos, mas os números do ALI e do Sebraetec são reveladores. Entre 2019 e 2022, o Sebraetec prestou serviços tecnológicos para mais de 190 mil empresas. O ALI, por sua vez, conta hoje com quase 2 mil bolsistas em suas diversas áreas de atuação. Esses dois programas são importantíssimos e merecem nosso reconhecimento, nossa atenção e todo o nosso apoio. Vida longa ao Sebrae e aos seus programas”, concluiu Teresa Leitão.

Leia também:
Raquel Lyra faz balanço do primeiro ano de gestão em Pernambuco
Alepe aprova orçamento de 2024 com acréscimo de R$ 1,1 bilhão
Governo Federal pagará auxílio a pescadores e marisqueiras de Maceió
Mina da Braskem em Maceió afunda a 2,6 centímetros por hora
Governador de Alagoas leva ‘Caso Braskem’ à Presidência, Congresso, STF e TCU
Peixe na água e rede vazia: desastre da Braskem atinge pescadores
Prefeito de Maceió apresenta levantamento de danos ao governo federal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias

Mauro de Castro

Bolo de rolo vira franquia

Patrimônio Cultural e Imaterial de Pernambuco desde 2008, o bolo de rolo ganha sua primeira rede de franquias, a Fino Nordeste, que tem previsão de abrir 10

Leia mais »