Lula ‘proíbe’ ministros de criarem novas ideias antes de cumprirem o que já foi proposto

Lula cobrou dos ministros que nessa fase do governo executem os programas apresentados antes de criarem novos projetos

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Brasília (DF), 15/06/2023 – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva coordena reunião ministerial, no Palácio do Planalto. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse (PT) realizou, nesta quinta-feira (15/06), reunião ministerial no Palácio do Planalto. Dos 37 ministros convocados, apenas Marina Silva (Meio Ambiente ), que se encontra internada com dores na coluna, e Luiz Marinho, que está em viagem ao exterior não compareceram.

Lula cobrou dos ministros que nessa fase do governo executem os programas apresentados antes de criarem novos projetos. “Daqui para frente, a gente vai ser proibido de ter novas ideias, a gente vai ter que cumprir aquilo que a gente já teve capacidade de propor até agora”, disse.

O presidente também pediu que os ministros tenham transparência nas com suas realizações ou dificuldades. “É muito importante que vocês digam claramente o que já foi feito. Se tiverem alguma dificuldade, digam da dificuldade. E em segundo lugar, dizer quais são os próximos passos”, continuou.

Como já tinha feito anteriormente, Lula pediu que ‘toda e qualquer posição, qualquer genialidade que alguém possa ter, é importante que antes de anunciar faça uma reunião com a Casa Civil’. Um pedido que causou em alguns momentos desses seis meses um certo um ruído entre ministros. Ele ainda alertou sobre a unidade das políticas de governo. “É assim que tem que ser um governo sério”, pontuou.

No entanto, Lula lembrou que será o lançado o “PAC3” no início do mês de julho.

POLÍTICOS NOS MINISTÉRIOS

Lula também cobrado por quatro ministros para que os congressistas fossem recebidos nos ministérios. O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, foi um dos que trouxe o pedido para os ministérios serem mais amigáveis com os congressistas. Os 3 seriam Paulo Pimenta (Secom), Wellington Dias (Desenvolvimento Social) e José Múcio (Defesa).


TURISMO

Houve resistência de Lula para confirmar a troca da ministra Daniela Carneiro (Turismo) pelo deputado federal Celso Sabino (União). O entrave envolve o partido da ministra, o União Brasil, que pressiona o governo por uma substituição na pasta.

Lula tem uma relação pessoal com Daniela e seu marido, Waguinho, prefeito de Belford Roxo (RJ), que apoiaram Lula no segundo turno das eleições à revelia de muitos apoiadores locais do casal. Lula falou em ‘saída honrosa’, mas que pretende conversar com Sabino antes de finalizar a troca de ministros.

Leia também:
Ministro lança novo modelo de concessões rodoviárias. Editais somam R$ 66 bilhões
Salgueiro, Cabrobó e Belém do São Francisco (PE) ganham trecho renovado da BR-116/PE
Governador do Piauí apresenta diferenciais na produção de hidrogênio verde na Alemanha
Em Sergipe, Prato do Povo vai ofertar 75 mil refeições por mês para famílias em extrema pobreza
Aeroporto do Recife ganha voo Recife-Orlando e cresce malha aérea em junho
Quem segura João Campos em 2024?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias