quinta-feira, 18/04/2024

Atual safra da cana-de-açúcar deve ficar em 14 milhões de toneladas em PE

Pernambuco é o segundo maior produtor de cana-de-açúcar do Nordeste
cana de açúcar
Em Pernambuco, a atual safra vai resultar numa maior produção de açúcar nesta safra. Foto: Agência Brasil

A atual safra da cana-de-açúcar – que ainda está ocorrendo até a segunda semana de abril – deve chegar a 14 milhões de toneladas em Pernambuco, numa estimativa que levou em conta toda a planta processada até o último dia 29 de fevereiro, de acordo com uma estimativa feita pelo Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE).

Até 29 de fevereiro, foram moídas 12,091 milhões de toneladas de cana-de-açúcar que resultaram na fabricação de 936 mil toneladas de açúcar e 250 milhões de litros de etanol. Caso se confirmem as 14 milhões de toneladas colhidas, serão fabricadas 1,1 milhão de toneladas de açúcar, enquanto a produção de etanol deverá ficar entre 340 milhões de litros e 360 milhões de litro

- Publicidade -

Na safra passada (2022/2023), foram processadas 14,3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, segundo informações do Sindaçúcar-PE. A moagem de 2022/2023 resultou na produção de 995 mil toneladas de açúcar e 363 milhões de litros de etanol. A expectativa é de que na atual safra (23/24), sejam fabricadas 1,1 milhão de toneladas de açúcar e ocorra uma produção de etanol similar a da safra passada (22/23).

No ano passado, a expectativa era de que na atual safra fossem processadas 15 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. Segundo o presidente do Sindaçúcar-PE, Renato Cunha, “o tempo estranho” atrapalhou esta projeção. A cana-de-açúcar precisa de alternância de sol e chuva para se desenvolver. O El Niño de 2023/2024 não provocou estiagem na Zona da Mata de Pernambuco, mas trouxe uma alteração climática. Isso fez com que não ocorressem, em algumas localidades, as chuvas necessárias justamente quando a planta estava germinando e precisava da água pra se desenvolver, o que se refletiu na colheita da planta.

Em Pernambuco, são 13 usinas em funcionamento. As exportações de açúcar na safra passada totalizaram 700 mil toneladas e devem alcançar o mesmo montante na atual moagem. “As exportações têm se mantido forte. Cerca de 65% do açúcar produzido em Pernambuco vai para o exterior”, diz Renato. Na safra passada, os destinos que receberam maiores volumes foram Estados Unidos, México, Canadá, Itália e Holanda.

- Publicidade -

Safra de cana-de-açúcar no Nordeste

O Norte e Nordeste devem produzir 60 milhões de toneladas de cana-de-açúcar nesta safra. No Nordeste, a moagem começa em agosto e termina entre março e abril do ano seguinte. Na região, Alagoas é o maior produtor da planta, Pernambuco é o segundo e a Paraíba, o terceiro lugar.

No ano passado, a previsão era de que, em Alagoas, atual safra chegasse a 21 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, de acordo com uma estimativa feita em setembro último pelo Sindicato da Indústria do Áçucar e do Álcool de Alagoas.

Leia também

Usina Pumaty terá gestão da cooperativa CoafVale

Novos negócios no setor sucroalcooleiro com leis a serem votadas no Congresso

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -