terça-feira, 16/04/2024

Stellantis investe R$ 30 bi no Brasil para brigar por liderança do carro elétrico híbrido

Stellantis confirma que primeiro modelo híbrido no Brasil será fabricado em Pernambuco e lançado no 2º semestre, mas não adianta valor que será destinado ao polo automotivo de Goiana
Stellantis: o CEO Carlos Tavares e o COO Latam Emanuelle Cappellano
O CEO da Stellantis, Carlos Tavares, e o COO para América Latina, Emanuelle Cappellano, durante anúncio do maior plano de investimentos do grupo na América Latina/Foto: Stellantis (Divulgação)

Sem revelar o valor que será destinado ao complexo localizado em Goiana (PE), o CEO Global da Stellantis, Carlos Tavares, anunciou nesta quarta-feira (6), ao presidente Lula, um pacote de investimentos de R$ 30 bilhões no Brasil. O objetivo desse aporte da companhia franco-italo-americana é posicionar a gigante como líder do mercado do carro elétrico híbrido no país.

O anúncio do programa – que tem prazo de execução de cinco anos (2025 a 2030) – aconteceu em Brasília, com a presença do COO da montadora para a América Latina, Emanuelle Cappellano.

- Publicidade -

De acordo com o board da montadora, a Stellantis também vai investir R$ 2 bilhões na Argentina, país que atravessa uma das suas piores crises econômicas, com reflexos profundos na indústria automotiva. A Stellantis afirma que o plano para a América Latina é um record na trajetória da multinacional e o “maior na história do setor automobilístico na região”.

Stellantis confirma 1º híbrido pernambucano

Na divulgação dos investimentos no continente, Emanuelle Cappellano confirmou o lançamento do primeiro modelo híbrído da Stellantis, para 2024, detalhando apenas que “será no segundo semestre”. O prazo já tinha sido sinalizado em janeiro.

Como já está definido desde 2023 que esse modelo será fabricado no polo automotivo Stellantis Goiana, a expectativa em torno da fatia do plano de investimentos voltada para esse parque é muito grande, especialmente considerando a implantação da rival chinesa BYD, no estado vizinho, a Bahia.

- Publicidade -

A concorrente está investindo R$ 3 bilhões na transformação da Ford Camaçari em seu maior projeto fora da China, montante que do ponto de vista absoluto não chega nem perto de assustar a Stellantis: até o momento já foram aportados R$ 18,5 bi em seu parque pernambucano.

“Vamos divulgar essa informação aos poucos”, desconversa o COO Emanuelle Capellano sobre o valor do novo ciclo de investimentos na Stellantis Goiana.

Stellantis fará investimentos de R$ 32 bilhões no Brasil e Argentina

Em que a Stellantis vai investir?

O programa de aportes no Brasil tem quatro pilares principais: o desenvolvimento da tecnologia própria de eletrificação/hibridização (chamada de Byo-hybrid), 40 novos produtos (entre facelift de modelos e lançamentos), o aprimoramento de powertrains (trens de força) de veículos elétricos/híbridos e a descarbonização de processos fabris.

Esse ciclo de aportes está totalmente alinhado ao cumprimento das metas globais de transição energética definidas pelo grupo no seu plano estratégico Dare Forward 2030. Uma das principais é reduzir as emissões de CO2 em 50% até 2030 – quando o mix da companhia no Brasil deverá ter, no mínimo, 20% de carros 100% elétricos. Em 2038, a empresa espera atingir a descarbonização total em todo o mundo.

Quem é a Stellantis?

A Stellantis é um grupo formado a partir da união da montadora ítalo-americana Fiat Chrysler Automobiles com a montadora francesa PSA Group, após a conclusão de um acordo de fusão.[5] A sede está localizada em Amsterdã, nos Países Baixos.

O grupo controla, ao todo, 14 marcas: AbarthAlfaRomeoChryslerCitroënDodgeDSFiatJeepLancia, MaseratiOpelPeugeotRam e Vauxhall, com presença em mais de 130 países e unidades fabris em 30 mercados.[7]

Em 2023, o faturamento do conglomerado atingiu € 189,5 bilhões, um crescimento de 6% sobre 2022, refletindo um aumento das vendas globais (número de unidades) da ordem de 21%. O lucro líquido, por sua vez, chegou a € 18,6 bi. “Somos uma empresa saudável e que dá lucro e 2023 foi um ano extremamente satisfatório”, conclui Carlos Tavares.

No Brasil, o grupo tem polos automotivos em Pernambuco (Goiana), Minas Gerais (Betim) e Rio de Janeiro (Porto Real).

Temperatura alta na indústria automobilística

A divulgação do plano de investimentos da Stellantis acontece num momento em que as montadoras no Brasil apresentam suas armas para a guerra da eletrificação/hibridização da frota de veículos.

Só em 2024, os aportes anunciados pela indústria automobilística chegam a R$ 60 bilhões. Antes da Stellantis, a Toyota anunciou um investimento de R$ 11 bilhões nesta terça-feira (5).

*O jornalista viajou a convite da Stellantis

Leia mais sobre Stellantis:

Polo Automotivo Stellantis Goiana chega ao 8º ano com foco na descarbonização

Na Stellantis, a sintonia é fina com o Parque de Fornecedores

Carros híbridos da Stellantis sairão, em 2024, da fábrica de Goiana, em Pernambuco

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -