Banco do Nordeste destina R$14 milhões para projetos de aceleração da agricultura familiar

O Programa de Aceleração da Agricultura Familiar recebeu 123 propostas de instituições públicas e privadas sem fins lucrativos

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Brazlândia (DF) – Em setembro, diversas cidades do país promovem a festa do morango. Com tecnologia, agricultores conseguem colher a fruta o ano todo (Valter Campanato/Agência Brasil)

Dezessete projetos de aceleração da agricultura familiar irão receber cerca de R$ 14 milhões do Banco do Nordeste (BNB) em recursos não reembolsáveis. O objetivo é apoiar propostas que possam contribuir para melhoria dos níveis de produtividade, sustentabilidade (melhores práticas ASG) e que auxiliem na difusão de tecnologias e de inovação junto a agricultores familiares da área de atuação da Instituição. A divulgação dos projetos selecionados está sendo feita no site do BNB na Internet.

Os projetos foram selecionados por meio do edital 02/2022 do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci), lançado em dezembro. O Programa de Aceleração da Agricultura Familiar recebeu 123 propostas de instituições públicas e privadas sem fins lucrativos.

Os projetos selecionados contemplam dez estados da área básica de atuação do BNB e cada um será estruturado em três fases (diagnóstico, aceleração e avaliação), com duração de 12 a 36 meses. Para custear os projetos, serão realizados aportes de R$ 100 mil até R$ 1 milhão por projeto.

“Com esse edital, o Banco do Nordeste espera criar metodologias replicáveis de impulsionamento de unidades familiares de produção rural, melhorando, também, as condições para o financiamento reembolsável ao público do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).
Queremos estimular a resiliência da agricultura familiar diante das pressões das mudanças climáticas”, afirma o Diretor de Planejamento do BNB, José Aldemir Freire.

Entre os projetos selecionados, há propostas de soluções para transição agroflorestal e produção de mel (Ceará), fruticultura familiar (Pernambuco), cadeia da mandioca (Minas Gerais), bovinocultura leiteira (Rio Grande do Norte) e piscicultura (Piauí).

Clique aqui para acessar o resultado do edital e conhecer todos os projetos apoiados.

Leia também:
Aeroporto do Recife ganha voo Recife-Orlando e cresce malha aérea em junho
Quem segura João Campos em 2024?
João Campos assina contrato com BID no valor de R$ 2 bilhões
PT ganha duas pastas na PCR de João Campos: Meio Ambiente e Habitação
‘Cuidar da saúde do povo é investimento’, diz Lula
Criador do Farmácia Popular, Humberto participa do relançamento do programa por Lula

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias