terça-feira, 16/04/2024

Apostas online: Ministério da Fazenda habilita primeira certificadora

Segundo a Secretaria de Prêmios e Apostas, a GLI tem capacidade operacional reconhecida para certificar os sistemas de apostas, os jogos online e os estúdios de jogos ao vivo
Apostas online
No mês passado, a GLI se tornou o primeiro laboratório a obter credenciamento para testar jogos online, apostas e apostas esportivas no varejo no Peru / Foto: Joédson Alves/Agência Brasil

A primeira empresa de auditoria de apostas online poderá começar a operar no país. A Secretaria de Prêmios e Apostas (SPA) do Ministério da Fazenda habilitou a Gaming Laboratories International (GLI) a certificar apostas eletrônicas no país. Publicada nesta segunda-feira (25) no Diário Oficial da União, a portaria de habilitação baseou-se nas regras estabelecidas pelo Ministério da Fazenda em fevereiro.

Em nota, a Fazenda informou que a GLI teve a capacidade operacional reconhecida para certificar os sistemas de apostas, os jogos online e os estúdios de jogos ao vivo das casas de apostas autorizadas a operar no Brasil. Segundo a Secretaria de Prêmios e Apostas, a área técnica do órgão analisa um segundo requerimento de habilitação.

- Publicidade -

Segundo as regras publicadas em fevereiro, as certificadoras de apostas precisam comprovar pelo menos três anos de atuação, o que beneficia companhias com experiência internacional. As normas também proíbem que os profissionais dos laboratórios de auditoria tenham contato com as bets (casas de apostas virtuais).

Os profissionais dos laboratórios de auditoria não podem trabalhar para as empresas de apostas autorizadas a operar no Brasil nos 12 meses posteriores à certificação dos sistemas. A empresa auditora deve assinar uma declaração de que não mantém relações e não depende de quaisquer outras empresas, entidades privadas ou organismos com interesse nos resultados das avaliações de apostas virtuais.

“Elogiamos o excelente trabalho que a SPA realizou na criação de uma estrutura regulatória, adaptando as melhores práticas globais às necessidades de sua jurisdição e agradecemos pela transparência e profissionalismo deste processo de acreditação de laboratório”, disse a vice-presidente da GLI para América Latina. América, Caribe e Espanha, Karen Sierra-Hughes.

- Publicidade -

A GLI foi criada em 1989 e já certificou, em sua rede global de laboratórios em seis continentes, quase 2 milhões de itens e testou equipamentos em 710 jurisdições, resultando em mais de 5,3 milhões de componentes de jogos aprovados.

“Somos gratos pela confiança depositada em nosso trabalho por operadores e fornecedores brasileiros nos últimos anos em seus esforços de autorregulação para aderir voluntariamente aos processos de conformidade, o que os coloca em posição de fazer uma transição sem esforço para o aumento de regulamentações que estão em vigor. Testemunhamos os esforços que o governo e a indústria fizeram ao longo de todos estes anos para regulamentar diferentes formas de jogos e lotarias, ao mesmo tempo que partilhamos a nossa experiência global e colocamos o foco local necessário na prestação de apoio. customizados para a cultura brasileira e particularidades deste mercado único”, ressaltou Karen Sierra-Hughes.

Apostas online na América

A habilitação brasileira é o mais recente avanço da GLI na América Latina. No mês passado, a empresa se tornou o primeiro laboratório a obter credenciamento para testar jogos online, apostas e apostas esportivas no varejo no Peru. 

No ano passado, no Brasil, o GLI foi o primeiro laboratório autorizado a testar e certificar para a Loteria do Paraná LOTTOPAR, e a GLI será credenciada em todos os estados onde o credenciamento de laboratório será exigido no Brasil. 

“A GLI está lado a lado com entidades governamentais e todas as partes interessadas do setor há quase 20 anos, participando de audiências públicas no Senado, na Câmara dos Deputados e no governo estadual e, nos últimos anos, agregando representação local estratégica para fortalecer seu suporte local”, destaca a empresa no seu site oficial.

* Com informações da Agência Brasil e da GLI

Leia mais: Inovações no Pix vão zerar jogo no mercado de pagamentos

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -