Turismo na Bahia cresce 11,4%: entenda esse desempenho

O ano de 2023 foi de bençãos dos Orixás para o turismo na Bahia, que cravou o 3º melhor desempenho no volume de atividades em todo o país. Confira o que gerou esse resultado
Turismo na Bahia: setor registrou incremento no volume de atividades em 2023 sobre 2022
Festa do turismo na Bahia: todos os indicadores do setor tiveram alta em 2023/Foto: Jefferson Peixoto (Secom)

O turismo na Bahia cresceu 11,4% em volume de atividades no ano de 2023 em relação ao ano anterior. Com isso, o estado ficou na terceira posição entre as unidades da federação que tiveram melhor desempenho no setor, no ano passado, e superou a média nacional (6,7%).

Essas informações constam da edição mais recentes da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e integram o Boletim de Análise Conjuntural do Turismo na Bahia.

A análise estadual é elaborada pelo Governo da Bahia, por meio da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) e a Secretaria de Turismo, a partir de diversas fontes de dados do segmento.

Turismo na Bahia tem alta no fluxo de passageiros

Entre as informações de destaque no boletim, o fluxo de passageiros (em voos domésticos e internacionais) nos principais aeroportos da Bahia (Salvador, Porto Seguro, Ilhéus e Vitória da Conquista) avançou 8,6% em 2023 sobre 2022.

A expansão foi liderada pelos aeroportos de Salvador (12,8%) e Vitória da Conquista (29,8%). Ao todo, o fluxo bateu a marca de 9,5 milhões de passageiros.

- Publicidade -

Pedágios também apontam incremento do turismo na Bahia

Segundo o Boletim de Análise Conjuntural do Turismo na Bahia, os pedágios das rodovias que perpassam o estado registraram incremento de 4,4 milhões de veículos em trânsito, o que representa ampliação de 6,2% em relação 2022. O cálculo é baseado nos dados enviados pelas três concessionárias que administram essas estradas.

Receita do ICMS do turismo na Bahia cresce 25%

Outro indicador utilizado no boletim é a arrecação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. O ICMS do setor chegou a R$ 4 bilhões em 2023, alta de 25% em relação ao ano anterior. Nas diversas Atividades Características do Turismo que são tributadas com esse imposto, 90% registraram variação positiva.

Fique por dentro da movimentação hoteleira

A taxa média de ocupação dos meios de hospedagem em Salvador foi de 64% em 2023, avanço de 4,8 ponto percentual sobre os 59,2% de 2022. De acordo com a SEI, “essa é a melhor taxa média registrada em toda a série histórica iniciada em 2014”. Essa oscilação mostra uma recuperação consolidada do setor hoteleiro do estado no pós-pandemia da Covid-19.

Mas vale lembrar que tanto a hotelaria, como cadeia do turismo como um todo, ainda não retornaram a 100% dos números de faturamento anteriores à emergência sanitária global.

Esse quadro tem relação com diversos fatores, entre eles o fato de que o turista brasileiro gastou menos ano passado, na Bahia, do que gastava antes da Covid-19. O gasto menor reflete o cenário macroeconômico desafiador de 2023.

Ferry-Boat a todo vapor

Em 2023, 852 mil veículos utilizaram o Sistema Ferry-Boat na travessia São Joaquim-Bom Despacho. Em relação ao mesmo período de 2022, o fluxo avançou 1,7%, o que representa ampliação de, aproximadamente, 14 mil veículos, revertendo a queda iniciada no primeiro trimestre de 2023 (-9,0%).

Também pelo Sistema Ferry-Boat na travessia São Joaquim-Bom Despacho passaram a mais 76 mil passageiros, representando crescimento de 1,5% na mesma análise comparativa.

Emprego em alta

Um indicador importante sobre o desempenho do turismo na Bahia em 2023 são os números do mercado de trabalho no setor. A cadeia gerou 7,1 mil novos postos de trabalho com carteira assinada no período.

Os maiores responsáveis por esse crescimento foram restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas (3,1 mil empregos), hotéis e similares (1,4 mil) e locação de automóveis (933). Na distribuição regional, a zona turística que registrou maior expansão no mercado de trabalho formal foi a Baía de Todos-os-Santos (2,4 mil).

Outras bases de dados computadas no estudo são as receitas de organização de feiras, congressos, exposições e festas, transporte marítimo de longo curso, transporte rodoviário de táxi, transporte rodoviário coletivo de passageiros e das agências de viagens.

Como o governo da Bahia analisa esses números?

De acordo com a SEI, a performance da indústria do turismo no estado em 2023 reflete “os investimentos das empresas públicas e privadas em infraestrutura, ampliação das rotas de voos, a atração dos grandes congressos, a realização dos cruzeiros marítimos para a temporada 2023/2024 e o calendário de festas populares e religiosas”.

Para o acumulado de 2024, no entanto, a expectativa da superintendência é de uma taxa de crescimento mais tímida, devido à base de comparação muito alta de 2023, mas os números ainda podem surpreender.

No primeiro trimestre deste ano, por exemplo, o incremento do volume de atividades superou a média do ano passado e atingiu 15,4%, refletindo os investimentos públicos e privados na estrutura e divulgação do Carnaval, o crescimento da cidade na rota dos cruzeiros marítimos, e o Festival de Arembepe, em Camaçari.

Leia mais sobre turismo na Bahia:

Turismo na Bahia: Prima investe R$ 5 bi em complexo no litoral norte

Carnaval da Bahia deve movimentar R$ 6,5 bi, R$ 1,5 bi abaixo de 2020

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -