A digitalização dos negócios fitness, por Pedro Cruz

"A digitalização é uma tendência que dita os caminhos para o mercado evoluir".

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Pedro Cruz

A digitalização é uma evolução imprescindível para as empresas. O investimento em soluções e tecnologias que contribuem para o crescimento dos negócios dentro do ambiente digital é cada vez maior, é o que apontam dados divulgados na pesquisa Sondagem sobre Transformação Digital nas Empresas Brasileiras, realizada pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O estudo mostra que, no segundo semestre de 2022, 23% das empresas nacionais aumentaram os investimentos em digitalização.

Esses investimentos contemplam soluções voltadas para redes sociais, sites de empresas, marketing digital e até mesmo soluções tecnológicas como sistemas de gestão e implementação de Inteligências Artificiais. Por se tratar de uma tendência geral de mercado, os negócios do universo fitness também direcionam recursos para aprimorar a sua integração no mundo digital.

No que diz respeito às ferramentas digitais que os empreendedores podem investir para se digitalizar, podemos destacar a opção de contar com um sistema de gestão completo que otimize os processos voltados à gestão de um negócio fitness, como por exemplo, um painel intuitivo com todas as informações pertinentes relacionadas a administração do espaço.

Outro ponto importante que um sistema de gestão deve ter é um suporte que se faça presente para sanar todas as dúvidas do gestor. Há soluções no mercado que passaram a incorporar Inteligências Artificiais em seus sistemas para proporcionar um novo canal para os gestores, por meio da IA, eles conseguem ter acesso a um relatório completo contendo análise e os dados solicitados em apenas alguns instantes, por exemplo.

A digitalização e as suas possibilidades

O que também fortalece esse ingresso no mundo digital é a disponibilização de um aplicativo voltado para os alunos . A utilização de apps é presente em grande parte dos em espaços fitness. Por meio dele, é possível ter acesso aos treinos, realizar o check in na aula ou comprar planos e produtos. 

Quanto ao marketing digital, os negócios costumam atuar em três frentes: mídias sociais, site e anúncios online. Para poder gerar impacto nas mídias sociais, é importante manter o perfil do negócio ativo com atualizações constantes. Conteúdos que são relevantes para negócios fitness, por exemplo, são posts contendo bastidores, depoimentos de alunos e professores, que evidenciam o espaço da academia e seus serviços. Também é extremamente importante manter a bio atualizada com links que alavanquem as vendas, como aqueles que direcionam a página de contratação de planos, agendamento de aula experimental etc.

O site é fundamental para assegurar o acesso a informações relevantes, tais como endereço, planos, diferenciais e metodologias, e também serve como um excelente link a ser inserido na bio, por exemplo. Recomenda-se manter uma estética amigável para a navegação, realçando aspectos visuais e, desse modo, aprimorando a experiência do usuário. Isso contribuirá para que o site seja mais atrativo e eficaz em seu propósito.

Por fim, os anúncios podem ser uma ferramenta eficaz para ampliar o alcance de uma marca. Tanto o Google quanto o Meta Business oferecem espaços que podem ser adquiridos para aumentar essa visibilidade atraindo maior público.

Esses pontos são apenas alguns caminhos que existem para alavancar a digitalização do negócio fitness, porém, merecem uma atenção especial dos gestores que desejam alcançar o sucesso dos seus negócios, afinal, a digitalização é uma tendência que dita os caminhos para o mercado evoluir.


Pedro Cruz é COO da Tecnofit, plataforma de gestão focada no segmento fitness e bem-estar. Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Técnica de Lisboa, o especialista conta com 15 anos de experiência na área de tecnologia e mercado Digital com passagens pelo Google e Deloitte.

Leia também

Cinco tendências de IA para a gestão de pessoas em 2024, por Camila Paiva

Brasil x Mundo: como está nosso investimento em tecnologia? Por Ana Sitta

Importância do `smart mobility´ para o futuro sustentável das cidades, por Vania Rios

O novo presidente do STF e o respeito à segurança jurídica previdenciária, por João Badari

O mercado de data center sob holofotes, por Marcos Paraíso

Quanto tempo um executivo deve ficar na mesma empresa? – Por Ricardo Haag

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias