Combustível do futuro tem ofensiva do NE na WHSE 2024: confira por quê

Saiba como o Consórcio Nordeste tenta, em Roterdã, unificar os esforços dos estados em torno do H2V, combustível do futuro
Combustível do futuro: Consórcio Nordeste participa do World World Hidrogen Summit & Exibition, em Roterdã
Combustível do futuro: presidente do Consórcio Nordeste, Fátima Bezerra lidera missão integrada da região no World Hidrogen, enquanto estados brigam/Foto: Instagram pessoal

Considerado o combustível do futuro e disputado pelos estados nordestinos, o hidrogênio verde terá uma ofensiva da região, dessa vez em bloco, na União Europeia. O Consórcio Nordeste – que representa os governos estaduais – e missões de instituições da iniciativa participam do World Hydrogen Summit & Exhibition 2024, que acontece em Roterdã (Holanda), desta segunda-feira (14) até a quinta-feira (15).

A iniciativa acontece num momento em que várias unidades da federação, na região, se mobilizam de forma ostensiva, isoladamente, para se tornar hub global do H2V. O insumo é gerado a partir de processo industrial 100% limpo – sem a emissão de dióxido de carbono. Ceará, Bahia e Piauí se destacam, nessa guerra, pela agressividade. Pernambuco se movimenta de forma mais discreta.

- Publicidade -

O combustível do futuro ainda não é fabricado em escala industrial por nenhum país. Mas as pesquisas evoluem em ritmo acelerado em várias partes do mundo.

Combustível do futuro: o que quer o consórcio?

Na WHSE 2024, o Consórcio Nordeste busca dar mais um passo na iniciativa que vem implementando para que a região seja a pioneira, no Brasil, na industrialização de hidrogênio verde em grande escala. O objetivo é não apenas que o mercado nordestino saia na frente, mas que também abrigue um polo produtor responsável pelo abastecimento do país e em nível mundial.

“É necessário que comecemos a colocar em prática urgentemente o desenvolvimento da produção de energias renováveis, como o hidrogênio verde. Nossa região está na vanguarda deste processo e terá muitos ganhos com a missão na Europa”, afirma a presidente do Consórcio Nordeste e governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra. 

- Publicidade -

Consórcio tem estratégia regional para o combustível do futuro

Enquanto os estados brigam para atrair o esperado hub do combustível do futuro, o Consórcio Nordeste se movimenta em torno de uma estratégia regional integrada, divulgando as oportunidades e vantagens de todas as unidades da federação que miram esse polo, na região.

Em setembro do ano passado, por meio do consórcio, os governadores nordestinos assinaram parceria com o Banco Mundial para elaboração de um projeto visando a criação de cadeias de valor para o hidrogênio verde. “Queremo fortalecer a região como centro de economia sustentável”, destaca a governadora. 

Não é só combustível do futuro: consórcio terá agenda mais ampla

A delegação do Consórcio Nordeste terá uma agenda de negócios para o desenvolvimento sustentável mais ampla na União Europeia. Depois de Roterdã, haverá compromissos até a próxima sexta-feira (17), em Antuérpia e Amsterdã – na Holanda – e também em Bruxelas (Bélgica) e Berlim (Alemanha).

Nesse programa, o combustível do futuro é um dos principais pontos. A delegação também visa conhecer projetos inovadores na área de energias renováveis, eixo fundamental para a descarbonização da economia e a viabilização do H2V.

Outra linha de atuação do grupo será a prospecção de parceiros para o Projeto Caatinga, que é voltado para a recuperação de um dos biomas mais importantes da região e hoje ameaçado por atividades predatórias, como o uso criminoso de vegetação nativa.

“Estamos comprometidos em buscar soluções e parcerias para enfrentar os desafios ambientais e climáticos” diz o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri.

Nesse âmbito, o mercado sergipano tem um desafio de sustentabilidade gigantesco, já que, até 2030, a Petrobras estará investindo R$ 30 bilhões no litoral, para transformar o estado na nova fronteira do gás natural no Brasil.

Combustível do futuro: Fiec envia delegação própria aio World Hidrogen Summit & Exibition
Fiec tem delgação própria na cúpula global do combustível do futuro/Foto: Fiec

Ceará amplia ofensiva pelo combustível do futuro

O Ceará tem uma missão própria no WHSE. A delegação é organizada pela federação estadual das indústrias, parceira do Hub de H2V do Pecém. Essa iniciativa tem atualmente US$ 30 bilhões em intenções de investimentos de 40 empresas privadas.

O presidente da entidade, Ricardo Cavalcante, lidera a missão que tem como segundo objetivo, atrair parceiros e participantes para o FIEC Summit Hidrogênio Verde 2024, que vai acontecer em Fortaleza, entre os dias 12 e 13 de agosto.

“Buscamos no WHSE, se possível, fechar negócios, mas também networking”, explica Ricardo Cavalcante.

Alagoas entra na briga pelo hidrogênio verde

Alagoas é o estreante, pelo menos oficialmente, na guerra regional do H2V. O governo alagoano participa da comitiva do Consórcio Nordeste, tendo à frente o governador Paulo Dantas. Fazem parte da representação do estado os secretários Paula Dantas (Planejamento e Gestão), Renata Santos (Fazenda) e Hugo Leahy (Relações Federativas).

“Alagoas busca se tornar um polo de energia limpa e a participação no maior evento global sobre soluções de hidrogênio é importante para captar investimentos para o estado”, ressalta Paulo Dantas.

Leia mais sobre combustível do futuro

Hub de H2V do Pecém: Fiec participa do 2º Hydrogen Expo para fortalecer polo

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -