Conheça 4 usinas solares com apoio da Sudene no CE

Em sua empreitada para desenvolver uma plataforma de negócios focados em descarbonização, o Ceará - que aposta em geração eólica, usinas solares e H2V - vem tendo um apoio importante da Sudene
Usinas solares: recursos liberados pela Sudene são parte de um pacote de financiamento para o Projeto Milagres
Projeto Solar Milagres tem duas petroleiras que se associaram na Lighthouse bp para descarbonizar suas operações até 2050 e investem em usinas solares/Foto: Shutterstock

*Com Sudene

Entre suas diretrizes estratégicas para incentivar a economia da região, a Sudene vem dedicando um apoio substancial para o crescimento das energias renováveis. No pacote mais recente de recursos liberados para financiamentos com recursos do FDNE, por exemplo, há quatro usinas solares no Ceará, que fazem parte de um complexo orçado em R$ 782,6 milhões.

O estado vem se destacando na captação de empreendimentos de energia fotovoltaica e eólica, mirando se tornar uma plataforma de negócios voltados para a descarbonização global, o que inclui a indústria do hidrogênio verde (H2V).

Viabilizar uma infraestrutura de energia limpa é fundamental para que o Ceará atinja seus objetivos nessa cadeia, entre eles, a futura produção em escala comercial do “combustível do futuro”.

É nesse contexto que a diretoria colegiada da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste acaba de aprovar a liberação de R$ 26,6 milhões para esses parques solares, que integram um complexo localizado no município cearense de Abaiara, situado na região do Cariri, a 520 km de Fortaleza.

- Publicidade -

O repasse corresponde à 8ª parcela do empréstimo concedido para o empreeendimento com recursos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste.

Quais são as 4 usinas solares incentivadas?

As usinas solares que integram o Projeto Solar Milagres, da Lighthouse bp, e que tiveram novo montante do FDNE liberado se chamam Lightsource Milagres I, II, III e V.

O complexo tem ainda um quinto parque – o Lighthouse Milagres IV. A capacidade instalada total é de de 212 MWp e a entrada em operação está prevista para até o final deste ano.

A estimativa é de que o projeto, quando estiver 100% em funcionamento, atinja a geração de 460 mil megawatts/hora (MWh) por ano, o suficiente para suprir 212 mil residências durante 12 meses.

O empreendimento, que está conectado ao Sistema Integrado Nacional (SIN), vai fornecer energia limpa por meio do seccionamento de uma linha de transmissão de 230kV existente, de propriedade da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Eletrobras Chesf), que conecta as subestações Milagres e Bom Nome.

Qual o impacto dessas usinas solares no emprego?

No pico da implantação, chegaram a ser gerados no Projeto Solar Milagres 2,8 mil empregos diretos, dos quais 800 diretos e 2 mil postos de trabalho na cadeia produtiva da obra.

Já a operação, como se tratam de plantas intensivas em tecnologia, terá dez profissionais especializados em geração solar, no quadro de diretos da Lighthouse bp, além de 30 colaboradores indiretos das empresas parceiras e fornecedores.

Projeto Milagres terá 54% de financiamento

Do aporte total previsto no projeto, de que se aproxima dos R$ 800 milhões, 53% serão efetuados por meio de financiamento do FDNE concedido pela Sudene, num montante de R$ 422,95 milhões.

Esta linha de crédito integra as soluções financeiras oferecidas pela Sudene para estimular a atração de novos investimentos para o Nordeste e oferece prazos ampliados, além de taxas de juros competitivas.

“É importante ter a confiança do mercado com os nossos instrumentos de ação e a constante procura dos empreendedores tem demonstrado a importância da Sudene na atração de novos investimentos”, destaca o superintendente Danilo Cabral.

“O Fundo de Desenvolvimento do Nordeste foi pensado justamente para ser um diferencial exclusivo da nossa área de atuação para oferta de crédito com condições facilitadas”, acrescenta.

O que é a Lighthouse bp

A Lightsource bp é uma joint venture com parcelas iguais de participação (50:50) formada pela companhia inglesa de energia bp (antiga British Petroleum) e a petroleira australiana Lighthouse Corporation Ltd. A associação integra um esforço das duas multinacionais, ambas com origem na indústria de combustíveis fósseis, para descarbonizar suas operações até 2050.

O novo negócio – especializada no desenvolvimento e gerenciamento de projetos de energia solar – é representado no mercado nacional pela Lighthouse BP Brasil.

Leia mais sobre usinas solares:

BYD Brasil e Raízen constroem 9 usinas solares, 4 no NE: confira onde estão localizadas

Grandes usinas solares ultrapassam R$ 54,3 bilhões em investimentos

Banco do Brasil inaugura quatro usinas solares neste mês

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -