De Pernambuco ao Rio de Janeiro: duas fases de Lula, o presidente que acerta e erra ao ser sensível demais

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, acertou em Pernambuco e pisou na bola no Rio de Janeiro

O ser sensível é passivo de elogiáveis acertos, mas também de erros. O equilíbrio é condição sine qua non para quem ocupa o mais alto cargo eletivo do País.

Em Pernambuco, nessa última semana, o presidente Lula demonstrou o lado positivo de ter uma sensibilidade além do traquejo político ao defender das clamorosas vaias a governadora Raquel Lyra (PSDB), adversária política dele e do prefeito do Recife, João Campos (PSB).

Nessa ocasião, Lula chamou a responsabilidade, deu esporro no público, exigiu respeito a Raquel Lyra e reafirmou que como bom republicano vai continuar a trabalhar ao lado dela para beneficiar os pernambucanos.

No outro dia, no Rio de Janeiro, quando participava de evento no Complexo Naval de Itaguaí, o presidente vacilou ao descredenciar o trabalho da Polícia Federal junto ao Ministério da Justiça, comandado por Flávio Dino, quando denominou de “armação” do senador Sérgio Moro as supostas articulações que pretendiam sequestrá-lo e/ou até matá-lo junto com outras autoridades.

Nesse caso, Lula deixou se levar pelo lado passional, pelas sequelas lava-jatistas, esquecendo que é presidente, de fato, e não está mais em campanha. Perdeu uma chance de mostrar que superou os episódios que já foram desmentidos pela própria Justiça.

Mas, cabe a pergunta: cadê a assessoria de Lula? Quem é que segura esse ímpeto revanchista? Ora, não é o próprio presidente petista quem trabalha – e não se pode negar – pela “reconstrução do Brasil”.

Pé no freio e cabeça fria. Canja de galinha não faz mal a ninguém. O Brasil precisa do Lula que une, como já mostrou que pode fazer.

China adiada
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva adiou o embarque à China após ser diagnosticado com pneumonia leve. Ontem (23) à noite, Lula passou por exames no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, após retornar de viagens que fez à Paraíba, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Nesta sexta-feira (24), Lula permanece na residência oficial do Palácio da Alvorada e as reuniões com ministros que estavam previstas, no Palácio do Planalto, foram canceladas.

O embarque para a China estava previsto para este sábado (25) e, em publicação nas redes sociais, a Presidência confirmou que ele foi adiado para domingo (26).

Moro
A juíza Gabriela Hardt, da 9ª Vara Federal de Curitiba, retirou nessa quinta-feira (23) o sigilo de documentos e decisões relacionados à prisão de suspeitos de planejar ataques contra o senador Sérgio Moro e autoridades. A Operação Sequaz teve como objetivo desarticular organização criminosa que pretendia realizar ataques contra servidores públicos e autoridades.

Encontro Pernambuco x Alemanha
O Comitê de Internacionalização do LIDE Pernambuco recebe dia 4 de abril, as 12h, para um almoço de negócios no Famiglia Giulianno, Johannes Bloos, cônsul geral da Alemanha no Recife para debater os “Negócios entre Brasil e Alemanha: Oportunidades para o Nordeste e Pernambuco”. Na agenda, 40 líderes empresariais do Estado, conhecerão a economia alemã, as perspectivas do investidor alemão no Brasil, o potencial do NE sob a perspectiva desse investidor (que tem foco na geração de energia renovável e no clima), além das oportunidades de Pernambuco para expandir negócios para a Alemanha.

AMUPE
A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) promete delegação recorde para a Marcha dos Prefeitos que acontece de 27 a 30 de março, em Brasília. São 725 inscritos de Pernambuco, sendo que 112 são prefeitos e prefeitas.

Dilma no Brics

A ex-presidente da República Dilma Rousseff foi eleita nesta sexta-feira (24) presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB na sigla em inglês), também conhecido como Banco do Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul . Ela substitui Marcos Troyjo, ex-secretário especial do antigo Ministério da Economia, que ocupava o posto desde julho de 2020.

Dilma presidirá o NDB até julho de 2025, quando acaba o mandato do Brasil no comando da instituição financeira, que tem sede em Xangai, na China. Está prevista uma cerimônia oficial de posse de Dilma para o fim da próxima semana, durante a viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à China.



Leia também:

Complexo de energia renovável de R$ 3 bilhões é inaugurado no Sertão
Ignorando pressão, Copom mantém taxa de juros em 13,75%
Lula e Raquel Lyra assinam acordo sobre gestão compartilhada de Fernando de Noronha

Lula encontrará Raquel Lyra no Palácio e João Campos no Geraldão
Tadeu Alencar anuncia mais de 4 mil prisões de crimes contra a mulher em três semanas
Em Brasília, Raquel Lyra apresenta painel em Fórum Internacional promovido pelo BID
Recife: em apenas 2h é possível abrir uma empresa, um recorde nacional
Secretário diz que Arco Metropolitano é prioridade na gestão de Raquel Lyra
Lula atende pleito de João Campos e libera R$ 66,8 milhões para obras de encostas


Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias