Nestlé diz que lata foi adulterada por terceiros, depois de ‘personalização’ para Bolsonaro

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Essa é mais uma das histórias que a gente prefere rir para não chorar, mas assim mesmo não conseguimos sorrir. Depois do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) posar ao lado de Michelle Bolsonaro com uma lata de leite condensado personalizada: “nosso eterno presidente desde 2019”, a empresa de alimentos e bebidas Nestlé emitiu um comunicado oficial negando envolvimento com a ação e afirma que a embalagem foi adulterada por terceiros.


“A Nestlé esclarece que não realizou ação de personalização e envio das latas de Leite Moça. A embalagem original e a identidade visual do produto foram usadas de forma indevida por terceiros”, diz nota.

No último domingo, Bolsonaro ganhou um café da manhã de boas-vindas por parte de seus vizinhos do Condomínio Solar de Brasília. Entre os presentes concedidos ao ex-presidente, estava a lata personalizada, que chegou a ser compartilhada pela ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro.

“Quanto carinho”, escreveu. Poderia até ser uma simples demonstração de carinho. Mas, o caso remete ao governo Bolsonaro, que foi investigado, em 2020, pelo Ministério Público junto ao TCU por ter gasto mais de R$ 15 milhões com leite condensado.

Mais uma vez, a parcela faminta da população brasileira repudia a postura indecorosa do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Leia também:
Bolsonaro culpa medicação por vídeo golpista em 8 de janeiro
Dani Portela questiona transparência na contratação de empréstimo pelo governo
Vereadores repercutem aprovação de empréstimos de recursos para o Recife
Comissão do Senado chega a Pernambuco para discutir futuro da Hemobrás
Raquel Lyra faz giro pelo interior visitando e entregando obras
João Campos e senadores acompanham aprovação de R$ 2 bi para o Recife em comissão do Senado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias