Com mais um dia de Carnaval, Prefeitura do Recife espera faturar mais 20%

Prefeitura diz que haverá impacto direto para o Recife, com taxa de ocupação mais alta na rede hoteleira, um ritmo mais intenso nos bares e restaurantes.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Prefeito do Recife
O prefeito do Recife, João Campos, amplia a folia em 2024/Foto: Marlon Diego/ Prefeitura do Recife

O Carnaval do Recife 2024 ganhará mais um dia de folia, com a abertura passando para a quinta-feira. Isso ampliará não só o número de atrações para mais de 3 mil, em detrimento das 2,8 mil apresentações do Carnaval 2023, como deve gerar um ganho de 20% sobre a econômica do município em relação à festa do ano anterior.

No último Carnaval, a cidade movimentou mais de R$ 2 bilhões e, com as medidas de antecipação dos anúncios e ampliação da festa, estima-se que a cidade possa promover a movimentação adicional de R$ 500 milhões ao ciclo carnavalesco, firmando o destino recifense como uma das maiores festas populares do país.

Com a iniciativa, a prefeitura pretende ampliar a captação de recursos via patrocinadores para praticamente dobrar a cota de apoio e chegar a R$ 15 milhões, o que permitirá maior aporte de recursos na festa como um todo, reduzindo os investimentos públicos (na última edição foram captados R$ 8 milhões). 

“O Carnaval deste ano foi ótimo, e no ano que vem será ainda maior. Pela primeira vez, teremos um dia oficial extra, a partir de quinta-feira. Estamos anunciando isso em novembro, para permitir uma melhor organização e planejamento. Poderemos lançar uma grande campanha de turismo em todo o país, divulgando nosso destino e mostrando o já incrível Carnaval do Recife, e queremos aumentar o número de visitantes. Tenho certeza que a festa do ano que vem será a maior da história”, enfatizou o prefeito da cidade João Campos em coletiva de imprensa.

Mais turistas no Recife

“Essa ação inédita, vai ter um impacto direto para nossa cidade, com uma taxa de ocupação mais alta na rede hoteleira, um ritmo mais intenso nos nossos bares e restaurantes, e permitir à Prefeitura fazer um trabalho robusto de captação de patrocínio privado”, avaliou o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Antônio Coelho.  Segundo ele, haverá cerca de 100 voos extras no período.

Homenageando Lia de Itamaracá, Chico Science e os 30 anos do Movimento Manguebeat, a festa terá anfitriões como Alceu Valença, Lenine, Spok, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, André Rio, Antônio Nóbrega, Elba Ramalho, Nena Queiroga, Almir Rouche e a própria Lia de Itamaracá.

Todos os polos serão abertos por apresentações de cultura popular. Entre os nomes de destaque figuram astros da envergadura de Gilberto Gil, Ludmilla, do rapper Matuê, da Banda Olodum, dos sambistas Mart’nália, Thiaguinho e Mumuzinho, além da diva pop Luíza Sonza e dos roqueiros Samuel Rosa (Ex-Skank), Pitty e Paralamas do Sucesso. 

Marcelo Canuto
Presidente da Fundação de Cultura do Recife, Marcelo Canuto: “Maior Carnaval em linha reta da história”/Foto: Marlon Diego/ Prefeitura do Recife


“O Carnaval é feito com a nossa cultura. Recebemos os artistas convidados, mas 98% da nossa base é o que o Recife tem de diferente para mostrar para o mundo e para ser vivido por quem está na cidade”, afirmou o Secretário de Cultura do Recife, Ricardo Melo.  Segundo o presidente da Fundação de Cultura do Recife, Marcelo Canuto, a festa vai, mais uma vez, encantar tanto os visitantes quanto os próprios recifenses. “Apoiamos centenas de blocos para manter viva essa tradição que se estende por toda a cidade, do Marco Zero até a ponta de uma troça. Vai ser mesmo o maior Carnaval em linha reta da história”, comemora. 

O Carnaval de 2024 será o primeiro a ser realizado após a instituição do Protocolo Violeta, que determina enfrentamento à importunação sexual e a violência contra as mulheres nos espaços de lazer. “A gente espera que todos os bares, restaurantes, hotéis, os espaços públicos e privados estejam preparados para proteger as mulheres dos assédios e dos constrangimentos. A gente espera fazer um grande Carnaval onde a brincadeira possa correr solta com respeito e inclusão”, lembra a vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão.  

Leia também:

Turismo no Nordeste: 3 voos retomados em SE

João Campos reúne bancada federal e solicita emendas, em Brasília

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias