Suape entrega Planos de Mobilidade Urbana para Cabo de Santo Agostinho e Sirinhaém

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
A prefeita do município, Camila Machado; diretor-presidente do Porto de Suape, Marcio Guiot; e vice-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, José Arimatéia

A instalação de faixas de pedestres funcionais e coloridas em locais de tráfego intenso, a construção de calçadas amplas e com acessibilidade, a colocação de totens com a indicação de equipamentos públicos de interesse da população, além de ciclovias nas áreas de maior fluxo comercial e de serviços e pontos de ônibus com telhado verde e rede de internet wif-fi, são algumas das melhorias propostas nos Planos de Mobilidade do Cabo de Santo Agostinho e de Sirinhaém, cidades localizadas no território estratégico de Suape.


Os documentos, elaborados em 12 meses, foram entregues na manhã desta quarta-feira (03) aos representantes do executivo dos respectivos municípios. Nesse período, ocorreram várias audiências públicas, ações para diagnóstico dos tecidos urbanos alvos de estudo e a formatação de dezenas de propostas para melhoria da mobilidade, principalmente, nas áreas centrais das cidades, visando o bem-estar da população residente e dos visitantes.


A solenidade aconteceu na sala do investidor, no edifício-sede do atracadouro pernambucano, e contou com a participação do diretor-presidente do Porto de Suape, Marcio Guiot; da prefeita do município de Sirinhaém, Camila Machado; do vice-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, José Arimatéia; de autoridades políticas das duas cidades, de colaboradores da estatal e de representantes da empresa responsável pelos Planos de Mobilidade.


“Foi com muita alegria que recebemos a consolidação do Plano de Mobilidade Urbana e Humana Sustentável para o município de Sirinhaém. Este instrumento vai balizar nossas ações e intervenções na infraestrutura, para melhorar a mobilidade das pessoas em nossa cidade. Sirinhaém se projeta para um novo momento de desenvolvimento e esse estudo será fundamental para redimensionar e preparar a cidade para acolher e humanizar a circulação de vidas e do progresso nesta região”, afirmou a prefeita do município, Camila Machado.


O vice-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, José Arimateia, ressaltou a importância da entrega. “É um plano de mobilidade urbana e humana, que alcança as pessoas. O estudo serve para ajustar o que foi mal planejado no passado e para nos orientar nas futuras intervenções. Estamos felizes e gratos pela entrega desse projeto pela empresa Suape”, ressaltou.


A iniciativa faz parte do cronograma do acordo de cooperação técnica entre a estatal e as prefeituras, a fim de apoiá-los no planejamento de curto, médio e longo prazo na melhoria do fluxo viário, reestruturação dos modais de transporte coletivo e acessibilidade. Esse tipo de parceria com os municípios do território estratégico de Suape está previsto no Plano Diretor 2035 da estatal. O investimento foi de R$ 860.000,00, com recursos próprios da estatal pernambucana.

“A mobilidade urbana anda ao lado do desenvolvimento socioeconômico. Para nós, é muito importante poder contribuir com a melhoria na qualidade de vida dos moradores dos municípios do entorno de Suape. Com esse subsídio, as prefeituras fortalecem a capacidade institucional do poder público e aprimoram as ações urbanísticas em equilíbrio com o meio ambiente”, pontua Guiot. De acordo com o gestor, os estudos também garantem maior integração entre as demais cidades que compõem a área de influência do complexo (Escada, Moreno, Ribeirão, Rio Formoso, Ipojuca e Jaboatão dos Guararapes).

O plano foi desenvolvido pela empresa Vinícius Ribeiro — Arquitetura, Planejamento e Mobilidade Urbana Ltda, vencedora da licitação, numa construção coletiva com a sociedade civil e o poder público. Oficinas, palestras e vários encontros foram realizados desde o início do contrato para assegurar a participação de todos os segmentos da sociedade na composição do núcleo gestor, responsável por deliberar as decisões do projeto.

Entre as diversas ações propostas nos planos de mobilidade, também são sugeridas a construção de faixas de pedestres elevadas, a implantação de uma central de inteligência para monitorar a segurança local e a construção de passarelas sobre a linha férrea e rodovias para priorizar a circulação de pedestres e usuários do transporte público coletivo, garantindo a infraestrutura necessária e condições adequadas de segurança.

Leia também:
PIB cresce 2,5% em fevereiro
Mondelez amplia fábrica em Pernambuco para atingir meta global até 2030
Três estados do Nordeste têm o pior desempenho na geração de empregos
Porto de Suape testa rede 5G em operação no Hub de Veículos
Sergipe reúne investidores para mostrar seu potencial na área de petróleo e gás
Tesouro Direto alcança R$ 6,8 bi em vendas, batendo novo recorde em março
Campos Neto: alta de juros em ano eleitoral mostra critério técnico
Haddad avalia medidas para coibir abusos em juros sobre capital

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias