quinta-feira, 18/04/2024

Sesi Senai dobra número de laboratórios no CE com investimento de R$ 20 mi

Sesi Senai investiu, em quatro anos, na expansão da rede de laboratórios no Ceará. A unidade mais nova, o IST Aristo Holanda, vai funcionar como ecossistema de inovação e terá como parceira, entre outras empresas, a siderúrgica ArcelorMittal
Sesi Senai investiu R$ 20 milhões, em quatro anos, na expansão da rede de laboratórios no Ceará. A unidade mais nova, o IST Aristo Holanda, vai funcionar como ecossistema de inovação e terá como parceira, entre outras empresas, a siderúrgica Acelor Mittal
Sesi Senai, com o IST Ariosto Holanda, amplia número de laboratórios no Ceará para 303 unidades /Foto: José Sobrinho (IST)

Parceria com a ArcelorMittal, o Instituto de Tecnologia Professor Ariosto Holanda (IST), inaugurado no Ceará nesta segunda-feira (11), marca a expansão da rede de laboratórios Sesi Senai de 146 para 303 unidades no estado, em quatro anos. O investimento nesse plano chega, até o momento, a R$ 20 milhões, segundo presidente da federação estadual das indústrias (Fiec), Ricardo Cavalcante.

Os recursos vêm sendo destinados à abertura de unidades de apoio ao setor industrial na área de desenvolvimento e pesquisa e também à ampliação da estrutura existente. Com isso, foram inaugurados 157 centros, no quadriênio, mais que dobrando o tamanho da rede.

- Publicidade -

O programa vai seguir avançando ao longo de 2024. Até dezembro próximo, o Sistema S vai investir outros R$ 15 milhões no incremento da rede Sesi Senai do estado.

Com esse montante, serão abertos mais 18 laboratórios e também a Escola Fernando Cirino Gurgel (Maracanaú), voltada para capacitação de mão de obra para a área fabril. A unidade de ensino técnico vai oferecer 1,2 mil vagas.

O que é o IST Ariosto Holanda no Sesi Senai?

O IST Ariosto Holanda é um laboratório Sesi Senai localizado em Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza) e que vai atuar em sinergia os players da indústria, empresas de tecnologia e as instituições de ensino superior cearenses que atuam no setor fabril.

- Publicidade -

Equipado com equipamentos de última geração, o núcleo de inovação vai se dedicar a projetos focados em produtos, processos e novos negócios da indústria, com o objetivo de realização de testes e estudos que permitam aplicações imediatas. A ideia é apostar em iniciativas que possibilitem alavancar as empresas do Ceará.

“Temos aqui um aqui um ambiente colaborativo para as indústrias cearenses, desenvolvedores de soluções, faculdades e universidades atuarem de forma integrada em C&T”, destaca Ricardo Cavalcanti.

Sesi Senai terá a Arcelor Mittal como parceira no IST Ariosto Holanda
Maior indústria instalada no Ceará, a ArcelorMittal será um das principais parceiras do Sesi Senai no IST Ariosto Holanda/Foto: ArcelorMittal

IST vai funcionar como ecossistema

O IST Ariosto Holanda vai funcionar como um ecossistema de inovação aberta. Seguindo esse conceito, foi instalado, na unidade, o Habitat Sesi Senai, onde indústrias poderão implantar operações de C&T e startups que fornecem soluções para a área fabril poderão se instalar.

“Com isso, queremos estimular o aperfeiçoamento das diferentes cadeias de valor da indústria e também a criação de negócios inovadores no setor”, frisa o presidente da Fiec.

Entre as empresas que deverão ter unidades no condomínio, estão a B&Q Energia, 3E Soluções, Protensão Impacto, Sou Energy, Grupo M. Dias Branco, HL Soluções Ambientais, Deway Tecnologia, MTM Telecomunicações, FWK, Meta Amazon e, agora, a ArcelorMittal.

ArcelorMittal é 11ª parceira em novo centro Sesi Senai

Na inauguração do novo IST, a ArcelorMittal Pecém (São Gonçalo do Amarante), maior indústria do mercado cearense, assinou o termo de residência para se instalar no Habitat Sesi Senai de Maracanaú. Foi o 11º acordo desse tipo firmado com empresas.

Representada, no evento, pelo diretor de finanças Paulo Wanick, a ArcelorMittal Pecém, antiga Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), integra um grupo que está entre os maiores exportadores de placas de aço do Brasil. A planta é também a única grande usina do segmento em todo o Nordeste.

Em 2023, a siderúrgica, ativada em 2016, atingiu sua capacidade máxima, com 3 milhões de toneladas de placas produzidas. A unidade, que responde por 50% das exportações do estado, também bateu record no comércio exterior, com 2,974 milhões de toneladas embarcadas em 81 navios. Essa matéria-prima saiu do Porto do Pecém para diversos destinos, como Estados Unidos, México, Alemanha e Bélgica.

Leia mais sobre Sesi Senai:

Sesi-PE oferece 598 bolsas integrais para o Novo Ensino Médio

FIEC inaugura centro de capacitação para energia renovável

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -