terça-feira, 16/04/2024

Brennand Logística inaugura 1º centro de R$ 81 mi na BA e anuncia mais 2

A Brennand Logística nasceu com a saída da Ford, do Brasil, deixando ociosa uma área de galpões do grupo pernambucano em Salvador. O resto dessa história é estudo de mercado, tino impressionante para negócios que dão certo e muita ousadia para abrir a primeira operação já de olho numa expansão nacional
Brennand Logística nem inaugurou o primeiro centro e já tem plano de expansão nacional
Luís Valverde, que comanda o braço imobiliário do grupo, está à frente da Brennand Logística que nasce na Bahia com ambição nacional/Foto: Elias Dantas (Brennand Logística)

A abertura, na segunda quinzena de abril, do seu primeiro condomínio de armazenagem de cargas, localizado em Salvador (BA), marca a estreia, em grande estilo, da nova divisão do poderoso grupo pernambucano Ricardo Brennand: a Brennand Logística.

Localizado em área estratégica da capital baiana, no Pirajá, o projeto – com investimento de R$ 81 milhões e 42,5 mil m² de área bruta locável (ABL) – é apenas o ponto de partida do negócio. A empresa já analisa mais duas operações cuja localização será anunciada até o final deste ano.

- Publicidade -

Para os próximos cinco anos, quando estará dedicada a uma ampliação nacional, os planos da companhia são ousados.

“Nossos planejamento prevê a possibilidade de expansão de investimentos nas principais capitais brasileiras. O princípio norteador é a seletividade das melhores oportunidades considerando as localizações e a efetiva demanda em cada oportunidade avaliada”, afirma o CEO da Brennand Logística, Luís Henrique Valverde.

Brennand Logística terá condomínios com padrão Triple A
Piso nivelado a laser: condomínios da Brennand Logística terão classificação Triple A, atendendo a padrões internacionais do projeto de engenharia e qualidade construtiva à segurança/Foto: Elias Dantas (Brennand Logística)

Centro de logística é Triple A: entenda

O empreendimento em Salvador – que entrou em fase de pré-operação no início de março – é um centro logístico do tipo Triple A, classificação com diversas exigências, a exemplo de nível máximo de excelência e grande capacidade de armazenamento.

- Publicidade -

Os galpões que adotam esse conceito são especialmente desenvolvidos visando as melhores condições de operação na logística, de acordo com parâmetros internacionais do setor.

Os cuidados para atingir esse padrão são exaustivos e incluem desde a concepção da operação, projeto de engenharia, infraestrutura e altura (que deve ser acima de 12 metros) até o nivelamento a laser do piso, entre outros aspectos.

Cada detalhe é pensado para a obtenção de ganhos, como a diminuição do desgaste de materiais, o aumento na eficiência de processos e maquinários e incremento da produtividade.

No caso da Brennand Logística em Salvador, o pé direito entre 12 e 14 metros e a resistência do piso (que suporta até 6 toneladas por m², proporcionando altíssimo aproveitamento do espaço) estão entre os destaque de engenharia, no atendimento ao padrão Triple A.

Na segurança, um ponto forte da central na compatibilidade com o Triple A é o uso de equipamentos de última geração para prevenção, situações de pânico e combate a incêndio, como modelos mais recentes de sprinklers (dispositivos com sensor, alarme e chuveiro automático).

Fique por dentro do 1º centro da Brennand Logística

O condomínio da Brennand Logística – que começou a ser construído em abril de 2023 e foi concluído em menos de 12 meses – fica localizado num dos eixos mais importantes para a distribuição de cargas na Bahia e um dos principais na Região Metropolitana da capital.

O Pirajá é um polo tradicional de armazenamento de carga, com a predominância de armazéns na paisagem. Situada próximo à BR-324 e a 12 km dos maiores bairros residenciais soteropolitanos, a localidade tem acesso facilitado a dois portos – Salvador (14 km) e Aratu (40 km) – e ao Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães (31 km).

Já o centro da empresa pernambucana tem nove módulos de 2.888 m² a 42.500 m², permitindo flexibilidade para atender à necessidade do cliente. Os módulos são servidos por 78 docas, 40 vagas para carretas e 275 vagas para veículos leves.

Solução logística completa

Luís Henrique Valverde gosta de dizer – e repetir – que a Brennand Logística não oferece galpões. “Nossa proposta de valor é de uma solução logística completa”, reforça.

Em linha com essa promessa, o centro de Salvador, assim como os próximos da marca, oferece serviços de segurança e monitoramento, guarita blindada, portaria 24 horas, sala de convivência/descanso, restaurante, área de treinamento e espaço amplo para estacionamento e manobra das carretas (para evitar a geração de congestionamentos nas vias públicas).

“Não se trata apenas de alugar um espaço de armazenagem”, frisa o executivo. “Nosso produto tem a mais alta qualidade construtiva e operacional, com atenção a todos os detalhes administrativos nos serviços básicos, estações de trabalho, locais de refeição, áreas de convivência e na limpeza, de forma a trazer conforto para os profissionais”, acrescenta.

Amazon? Shopee? Quem será o 1º inquilino da Brennand Logística?

O contrato com o primeiro inquilino do condomínio da Brennand Logística já foi assinado, com vigência de três anos. As adequações no módulo a ser ocupado começam nesta segunda-feira (1). No entanto, a companhia mantém reserva sobre o nome. Revela apenas que é uma “grande plataforma global de e-commerce”. As bolsas de apostas que lutem até que a identidade secreta seja divulgada.

Outros cinco módulos – que somam 20 mil m², o equivalente a 60% do centro – estão em fase de negociação adiantada. Ao todo, a estrutura tem capacidade para abrigar as operações de até nove empresas e a expectativa nada modesta da companhia é de atingir 100% de ocupação da ABL até dezembro próximo.

Brennand Logística: primeiro contrato está fechado e outros cinco em fase adiantada de negociação
Sem mágoas na Brennand Logística: sai a Ford, entra “grande plataforma global de e-commerce” e mais oito clientes/Foto: Foto: Elias Dantas (Brennand Logística)

Tudo começou com um adeus, Ford

A frase “enquanto uns choram, outros vendem lenço” se aplica bem à origem da Brennand Logística. No terreno onde hoje está instalada a operação baiana, o Grupo Ricardo Brennand tinha galpões que eram utilizados pelo complexo da Ford Camaçari na armazenagem e distribuição de autopeças para modelos fora de linha.

Com a saída da montadora norte-americana do Brasil, em 2021, a estrutura ficou ociosa. Isso levou o grupo – que tem expertise sólida no desenvolvimento imobiliário, indústria de cimento e geração de energia, entre outras atividades – a estudar oportunidades de negócios, ao invés de se debulhar em lágrimas.

A logística, considerando a vocação do Pirajá e a percepção visual sobre o bairro, apareceu nas avaliações praticamente como uma opção “natural”, reforçada pela análise de dados e prospecções de mercado.

“Os números evidenciam que a Região Metropolitana de Salvador tem recebido investimentos de peso em infraestrutura, com melhoria significativa na mobilidade urbana, o que contribui para a atração de novas indústrias e empresas de uma forma geral”, comenta Luís Valverde.

“Com isso, a demanda por estruturas e serviços logísticos vem crescendo na Grande Salvador e abrindo espaço para novos players, como o nosso”, complementa. Resumindo, o cavalo passou selado e o Grupo Ricardo Brennand, com um faro impressionante para negócios que dão certo, não deixou escapar.

Leia mais sobre logística:

Grupo Troca reforça logística no Nordeste com nova unidade no Ceará

Logística: saiba quais as 18 cidades da BA com potencial de se tornarem hubs


- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -