João Campos propõe 9 mil vagas na educação infantil para zerar fila de creche

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Prefeito do Recife, João Campos (PSB) reforçou que a Educação não será privatizada na Capital. Foto: Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife

Um Projeto de Lei encaminhado pelo prefeito João Campos (PSBP) à Câmara Municipal do Recife propõe a construção de 40 novas unidades, com capacidade de gerar cerca de 9 mil novas vagas na rede de educação do município. A mensagem, que será apreciada pelos vereadores, visa autorizar a contratação de Parceria Público-Privada (PPP) para edificação, manutenção e operação de serviços não educacionais de novas creches. Todas as atividades pedagógicas serão realizadas pela administração do município, como já ocorre atualmente.

“Estamos dando um passo importante e histórico para a educação. Com muito orgulho, seremos uma capital brasileira que vai zerar o déficit de vagas de creche no Recife. Vamos construir até 40 novas unidades, gerando 9 mil vagas através de uma PPP, uma Parceria Público-Privada”, disse o prefeito.
O socialista esclarece que a educação não será privatizada, todos os professores e trabalhadores da educação serão servidores públicos, a construção do prédio, a manutenção, a segurança e a limpeza serão ofertadas pela iniciativa privada, como já é feito.

O executivo municipal reforça que essa creche-escola será pública e parte da Rede Municipal de Ensino do Recife e que a gestão da unidade e toda a parte pedagógica envolvendo profissionais, materiais didáticos, alimentação escolar, fardamento, livros e as atividades envolvendo a Educação Infantil – como acontece nas unidades já existentes na rede – será de responsabilidade da Secretaria de Educação da cidade. O prazo de concessão e dos serviços da PPP previsto é de 25 anos.

“Agora, teremos um contrato que vai dar uma segurança a longo prazo, fazendo com que o produto a ser entregue seja de alta qualidade. Para isso, também teremos lá na frente a contratação de 1.600 professores. Toda essa criação de vagas de creche é um passo muito ousado, talvez o mais ousado que a nossa cidade já deu, mas estamos aqui para mostrar que é possível”, esclareceu o prefeito João Campos.

O envio do projeto de lei vem na sequência da consulta pública realizada pela Prefeitura do Recife para a construção dessas 40 novas unidades de educação infantil na cidade. As novas creches-escolas irão atender cerca de 9 mil estudantes em período integral, com idades entre 0 e 5 anos, sendo 5,4 mil vagas de creche e 3,6 mil vagas de pré-escola.

O projeto, atrelado a outras iniciativas já consolidadas da atual gestão, tem o objetivo de zerar o déficit de vagas na educação infantil. Desde 2021, por exemplo, já foram entregues à população um total de 3.200 novas vagas de creches e cerca de 2.000 de pré-escola. A meta principal é garantir 7 mil novas vagas de creches até o final de 2024. Além disso, ainda existe a expectativa da criação de novos 1.600 postos de trabalhos, com a contratação de professores e outros profissionais da educação.

As novas creches-escolas terão prédios modernos, com salas climatizadas e toda estrutura para o maior desenvolvimento das atividades envolvendo as crianças e os profissionais da rede pública de ensino do Recife. O projeto da Prefeitura do Recife envolve a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI) e a Secretaria de Educação (SEDUC). O Projeto conta ainda com a participação da Recife Parcerias e do BNDES.



Infância na Creche


A iniciativa é mais um eixo importante do Programa Infância na Creche, que visa ampliar o número de vagas de creche nas unidades infantis do Recife. Para isso já foram construídas e implantadas novas creches, além da ampliação de unidades já existentes. Outra estratégia adotada pela Prefeitura para ampliar o número de vagas em creche é a parceria com creches credenciadas, que passam a operar na rede pública municipal e a ofertar integralmente vagas para o ensino público, possibilitando o atendimento de um maior número de crianças.


Raquel Lyra

Vale a pena que, no início do mês de junho, a governadora Raquel Lyra (PSDB) lançou o programa Juntos pela Educação. Com R$ 5,5 bilhões, a iniciativa visa desenvolver a educação em todo o Estado. O orçamento será aplicado por meio da Secretaria de Educação e Esportes (SEE) nos próximos quatro anos (2023-2026).

Do montante, R$ 3 bilhões serão destinados a obras para a melhoria de infraestrutura e construção de novas unidades escolares. Com esses recursos, a governadora começa a cumprir promessas de campanha, como a construção de creches. Também há o objetivo de melhorar a eficiência na merenda escolar, o que proporciona a segurança alimentar.

O programa pretende criar 60 mil vagas de educação infantil em municípios do Litoral ao Sertão. O foco na educação da primeira infância é essencial para que a criança tenha um convívio social além do núcleo familia. Para garantir a melhoria na qualidade da educação básica, será criado um regime de colaboração com os municípios através do apoio financeiro de R$ 2,8 bilhões.

Até 2025, serão adquiridos 500 novos ônibus para integrar a frota escolar, que atende principalmente os estudantes da zona rural do Estado. Destes, 180 já foram adquiridos e 85 foram entregues.

Leia também:
Dani Portela se coloca como opção para disputar Prefeitura do Recife
Nordeste: governadores apostam em políticas de combate à fome
Lula ‘proíbe’ ministros de criarem novas ideias antes de cumprirem o que já foi proposto
Ministro lança novo modelo de concessões rodoviárias. Editais somam R$ 66 bilhões
Salgueiro, Cabrobó e Belém do São Francisco (PE) ganham trecho renovado da BR-116/PE
Governador do Piauí apresenta diferenciais na produção de hidrogênio verde na Alemanha

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias