Norcoast inicia navegação de cabotagem com paradas em Suape e Pecém

Com integração multimodal, a Norcoast aposta em um serviço de porta-a-porta semanal.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Cabotagem Norcoast
Navio da Norcoast que fará operação de cabotagem/Foto: divulgação

A brasileira Norcoast, empresa resultante da joint venture fundada pela Hapag-Lloyd e Norsul para atuar no setor de navegação costeira no Brasil, está prestes a iniciar sua operação de transporte de contêineres a partir desta quarta-feira (07). A empresa contará com a parceria estratégica da Santos Brasil no Porto de Santos e fará rota semanal de cabotagem, passando pelos portos de Suape (PE) e Pecém (CE), situados no Nordeste brasileiro.

Com uma infraestrutura robusta e integração multimodal, a Norcoast aposta em um serviço de porta-a-porta, visando buscar e entregar a carga diretamente até a porta do cliente. Seus navios têm janelas de embarque e desembarque nos mesmos dias e horários, o que permite um planejamento mais eficiente, aumentando a eficácia logística e garantindo regularidade na capacidade com similaridade.

“Viemos com a proposta de proporcionar acesso aos clientes à navegação costeira. Para aqueles que já utilizam esse modal, buscamos ampliar a capacidade do sistema; para os que ainda não o utilizam, oferecemos facilidade de ferramentas e equipes dedicadas a compreender suas necessidades específicas e flexibilizar ao máximo para que possamos movimentar ainda mais cargas para o transporte marítimo doméstico”, destaca Gustavo Paschoa, CEO da Norcoast.

“Em um país com mais de 7 mil km de costa, como o Brasil, nada mais lógico para atender a demanda doméstica do que a cabotagem, e a chegada da Norcoast ao mercado, com a chancela de duas empresas do porte da Hapag-Lloyd e Norsul, marca o início de um novo e necessário ciclo de crescimento deste tipo de navegação”, ressalta Antonio Carlos Sepúlveda, diretor-presidente da Santos Brasil.

Gustavo Paschoa, CEO da Norcoast
Gustavo Paschoa, CEO da Norcoast/Foto: divulgação

Contando com escritórios em São Paulo, Santos e Manaus, a empresa tem uma frota de quatro navios, com capacidade para 3,5 mil TEUs cada, com rotação semanal, navegando de Santos para Paranaguá, Suape, Pecém e Manaus, e retornando a esses mesmos portos, completando uma jornada de cerca de 13 dias. Todos os navios possuem bandeira e tripulação 100% brasileira.

Plataforma da Norcoast

Através de uma plataforma digital, é possível acompanhar todas as etapas da movimentação da carga, não apenas durante o trecho marítimo, mas ao longo de todo o trajeto. Para Paschoa, isso representa uma resposta direta às exigências atuais do mercado e às transformações nas cadeias de suprimentos. “Esta adaptação à multimodalidade não é apenas uma tendência, mas uma necessidade emergente no cenário logístico global”, afirma.

Lançada ao mercado em outubro do ano passado, a Norcoast oferece uma nova opção para o transporte marítimo em contêineres ao longo da costa brasileira e da bacia amazônica, atendendo os principais portos e regiões metropolitanas do país. Este é um marco importante para a logística nacional, o comércio exterior e a economia brasileira, conforme ressalta Paschoa: “Viemos para fortalecer a indústria nacional e fomentar a economia brasileira.”

Leia também:

Nova empresa quebra jejum na navegação de cabotagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias