Governo do RN e empresa chinesa fecham investimento de R$2,5 bi em energia solar

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
A governadora Fátima Bezerra (PT) e sua equipe receberam representantes do grupo chinês CITIC Group Corporation. Foto: Sandro Menezes/Assecom

O grupo chinês CITIC Group Corporation está negociando a aquisição da construção de um projeto de energia solar no município de Assu-RN. O diretor geral da empresa, Sr. Ma Xuefeng, e Sr. Cai Jie, analista de investimento do grupo, estiveram com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), para discutir o investimento de R$ 2,5 bilhões.

O projeto já tem capacidade de conexão e as obras têm previsão de início para novembro de 2023, com mais de 600 MWp de potência instalada. Esse é o primeiro investimento da empresa chinesa no Nordeste. A perspectiva é para geração de cerca de 500 empregos diretos na região durante a fase de implantação.

O coordenador de Desenvolvimento Energético do Estado do Rio Grande do Norte, Hugo Fonseca, explicou que o período de construção é de quase três anos de implementação devido ao tamanho do projeto. “Isso tem um impacto importante na economia local, porque existe uma movimentação não só na geração de empregos, mas no setor econômico de Assu. Porque demanda a parte de infraestrutura para atender um empreendimento desse tipo”, disse Hugo Fonseca.

Hugo Fonseca esclarece que a empresa se instalando no local provoca o aumento da geração de ISS com as empresas subcontratadas, além da terceirização ao extremo – desde o fornecedor do equipamento ao profissional que irá prestar manutenção dos caminhões, fornecedores da parte de alimentação, pousadas – toda uma cadeia ao redor do projeto que será beneficiado. “O impacto dele é muito maior do que propriamente a geração de emprego, que já é bem importante, mas também pelo potencial da movimentação econômica como um todo na região”, complementa Fonseca, explicando que o projeto abarca toda a região do Vale do Açu.

“A escolha do RN para os primeiros projetos da empresa reforça o protagonismo do nosso estado no que diz respeito às energias renováveis. Isso é só o início dessa longa parceria. É a retomada das relações diplomáticas rendendo bons frutos ao Rio Grande do Norte”, diz a governadora.

Além da parceria no desenvolvimento de projetos de geração de energia solar, que está apenas se iniciando, durante a reunião foi sinalizado o interesse em projetos na área de habitação social, com memorandos de entendimento já assinados pelo governo federal vinculados ao “Minha Casa, Minha Vida”, e projetos de tecnologias para abastecimento de água e tratamento de esgoto, pois a empresa possui experiência avançada na área em diversos países, como Venezuela, Angola, Moçambique, entre outros.

Leia também:
Petrobras reinaugura sede em Natal e lança centro de energia eólica
Dani Portela se coloca como opção para disputar Prefeitura do Recife
Nordeste: governadores apostam em políticas de combate à fome
Lula ‘proíbe’ ministros de criarem novas ideias antes de cumprirem o que já foi proposto
Ministro lança novo modelo de concessões rodoviárias. Editais somam R$ 66 bilhões
Salgueiro, Cabrobó e Belém do São Francisco (PE) ganham trecho renovado da BR-116/PE
Governador do Piauí apresenta diferenciais na produção de hidrogênio verde na Alemanha

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias