No Nordeste, PE foi o estado com menor crescimento em 2021

No Nordeste, outros estados também ficaram abaixo da média de crescimento.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
indústria têxtil
A retração na produção industrial derrubou PIB do estado de Pernambuco/Foto: Agência Brasil

No Nordeste, Pernambuco foi o Estado que apresentou menor crescimento do PIB em 2021 com uma taxa de 3%, segundo os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em março deste ano, a Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem) divulgou que o crescimento da economia do Estado tinha sido de 4,2% em 2021. 

A diferença de 1,2 ponto percentual é considerada grande por economistas. “Pode ocorrer diferença dos dados. Mas no final o que vale é o número do IBGE que entra nas contas nacionais, que mostra como evoluiu a economia. O do Condepe é importante porque dá um norte e porque eles divulgam antes”, explica o economista da Ceplan Consultoria, Valdeci Monteiro. 

Pernambuco também perdeu participação no ranking dos Estados. Ocupava a 11ª posição em 2020 e passou para a 12ª em 2021, sendo ultrapassado pelo Paraná. Todos os Estados apresentaram crescimento do PIB em 2021. Os números de 2021 foram positivos, porque a economia praticamente parou no ano anterior (2020) por causa da pandemia do coronavírus. 

Nos números divulgados ontem pela Condepe/Fidem o que mais contribuiu para o PIB pernambucano crescer menos foi uma queda de 2,6% em tudo que foi produzido pela indústria instalada no Estado em 2021. No mesmo ano, a agropecuária apresentou um aumento de 3,9% do seu PIB e os serviços um incremento de 4,4%.  

Estado com melhor desempenho no NE

Ainda no Nordeste, o Estado que apresentou maior crescimento em 2021 foi Alagoas com uma taxa de crescimento de 6,3%, de acordo com os números consolidados do IBGE. No mesmo ano, a média de aumento do PIB foi de 4,8% no Brasil e de 4,3% no Nordeste. A economia de Pernambuco teve um comportamento abaixo da média. 

O crescimento abaixo da média ocorreu em 13 dos 27 Estados. No Nordeste, quem também ficou abaixo da média foram os Estados do Ceará, Sergipe e Bahia.

A reportagem do Movimento Econômico procurou a Condepe/Fidem e enviou as perguntas por WhatsApp, mas ainda não obteve resposta.

Leia também:

Empresas de olho no aumento da demanda do mercado livre de energia

Software desenvolvidos no Recife são usados pela Stellantis em vários países

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias