terça-feira, 16/04/2024

Conheça a “Capiba”, a moeda social digital criada no Recife e pioneira no país

Tendo como símbolo uma simpática capivara, a "Capiba" começou a circular oficialmente - e virtualmente - nesta terça-feira (2), fazendo da capital pernambucana a primeira do país a priorizar o "engajamento bonificável" da população
Capiba, moeda digital social do Recife
Para ganhar “Capibas” e poder trocar na Feirinha dentro do Conecta Recife, o “cliente” tem que participar de atividades físicas propostas pela Secretaria de Esportes. Foto: Instagram/Reprodução

De um aplicativo criado para agendar as vacinas da Covid-19 na época da pandemia, a Prefeitura do Recife conseguiu fundar um banco de serviços online com mais de 1,6 milhão de cidadãos “clientes” e agora, três anos depois, criou a sua própria moeda. Tendo como símbolo uma simpática capivara, a “Capiba” começou a circular oficialmente – e virtualmente – nesta terça-feira (2), fazendo da capital pernambucana a primeira do Brasil a ter uma moeda digital social. É o resultado direto de uma estratégia que prioriza o “engajamento bonificável” da população.

Utilizando a plataforma Conecta Recife, no computador ou no celular, o usuário poderá trocar suas “Capibas” por vales-compras no Assaí Atacadista, vouchers para usar no Uber e na 99, recarregar seu VEM (vale-transporte) ou até alugar uma bicicleta. Ganha o cidadão “cliente” e também o poder público, que calcula gastar menos com internações nas suas unidades de saúde e medicamentos.

- Publicidade -

Funciona como um jogo. Para ganhar “Capibas” e poder trocar na Feirinha dentro do Conecta Recife, o “cliente” tem que participar de atividades físicas propostas pela Secretaria de Esportes em suas Academias Recife e Cross Recife. Responder a questionários interativos e compartilhar suas ações saudáveis nas redes sociais também valem para acumular a moeda digital social.

Com 692 serviços municipais vinculados ao Conecta Recife, as possibilidades de que a prefeitura tem de ampliar o alcance das “Capibas” são enormes. Tanto que o prefeito João Campos, no evento do lançamento da moeda, já anunciou as próximas campanhas de recompensas: carteira de vacinação infantil em dia e cashback em nota fiscal.

“Estamos na primeira etapa de um sonho. A gamificação dos bons hábitos do cidadão é uma porta para o estímulo à atividade física”, afirmou João Campos, que destacou o pioneirismo do Recife na oferta de serviços digitais até chegar na “maior moeda social em linha reta do mundo”.

- Publicidade -

“Somos a primeira cidade brasileira a criar uma moeda social como a Capiba e acreditamos que em alguns anos vocês vão ver algumas cidade do Brasil falando sobre o que estamos fazendo aqui, porque estamos construindo um novo futuro através do poder público”, ressaltou o prefeito.

Lançamento da "Capiba", a moeda social digital do Recife
Durante o evento de lançamento, o público presente participou de uma votação para decidir os novos pilares da cidade que serão gamificados no Conecta Recife. Os vencedores, por empate, foram o Cashback de Notas Fiscais e a Vacina Infantil em Dia. Foto: Rodolfo Loepert/PCR

Origem da palavra Capiba

A palavra Capiba, além de referência direta a um dos maiores compositores de frevo, também é uma abreviação de Capibaribe, que em tupi significa “na água de capivara ou dos porcos selvagens”, através da junção dos termos kapibara (capivara), y (água) e pe (em). Por isso que o animal, visto pelos frequentadores do Parque das Graças, um dos espaços de lazer e de atividades físicas criados pela atual gestão, acabou se tornando o símbolo da moeda.

O Conecta Recife e a moeda “Capiba” foram desenvolvidos pela Prefeitura do Recife em parceria com o Porto Digital, o parque tecnológico da capital pernambucana e uma empresa contratada especializada em gamificação que se chama… Capyba. O lançamento da moeda ocorreu no auditório do Moinho Recife, no Bairro do Recife, com a presença de parte do secretariado municipal.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Rafael Figueiredo, ressaltou que o Recife é pioneiro em usar elementos de design de jogos em serviços públicos, promovendo engajamento com recompensa a quem participa de ações da prefeitura. “É um desafio coletivo”, disse.

Lançamento da "Capiba", a moeda social digital do Recife
Prefeito João Campos destacou que desde o começo da gestão pensava em criar um programa de gamificação para estimular bons hábitos dos cidadãos através de algoritmos saudáveis. Foto: Rodolfo Loepert / PCR

“A tecnologia entra em cena para estimular as pessoas a criarem e fortalecerem ações mais saudáveis e sustentáveis e o início disso tudo será com as Academias Recife e Cross Recife. A turma que já treina nesses espaços vai ser a primeira a viver essa experiência: ganhar as moedas Capiba e trocar por prêmios que são doados por nossos parceiros. A gente vai instigando aos poucos as pessoas a participarem de alguns desafios que vão sendo lançados lá dentro do Conecta Recife e com isso mobilizando todo mundo a ganhar moedas e trocar por prêmios”, pontuou.

“A gente tem buscado, nos últimos anos, levar a cultura da prática esportiva para o maior número de pessoas possível, e colocar a Capiba na rua traz muitas possibilidades para nós. Uma moeda social tem um impacto muito importante para recompensar os recifenses por boas práticas na nossa cidade. Tem o ganho econômico e o ganho em saúde. É um tipo de programa com potencial gigantesco para ser explorado”, comentou Rodrigo Coutinho, secretário de Esportes.

Presente no evento de lançamento, o deputado federal Pedro Campos (PSB) declarou que vai destinar R$ 1 milhão em emendas para o fomento de projetos esportivos na cidade.

* Com informações da Prefeitura do Recife

Leia mais: Encontro Conecta Recife 2024 discute tecnologia na gestão pública

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -