Apoiando Govtechs, Dome Ventures ajuda a digitalizar a gestão de 1400 cidades

A empresa de ventur builder, sediada em João Pessoa, já intermediu negócios dessas 12 Govtechs junto a mais de 1.400 prefeituras no Brasil.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Diogo Catão
Diogo Catão/ CEO da Dome Ventures/Foto: divulgação

Uma empresa paraibana, que tem como propósito investir no crescimento de startups, vem ajudando milhares de municípios a virar a chave para o digital. Chama-se Dome Ventures e tem como foco as Govtechs, empresas com propósito de gerar inovação para a gestão pública e auxiliar na economia de recursos públicos.

Em setembro passado, quando o prefeito da capital paraibana, Cicero Lucena, lançou o aplicativo João Pessoa na Palma da Mão, pouca gente percebeu a presença da Dome Ventures. Mas foi através de sua iniciativa, que o app desenvolvido pela startup Cidade Conectada chegou aos celulares dos moradores da cidade. Agora, o cidadão consegue acessar todos os serviços da prefeitura sem precisar sair de casa. Disponível para Android e IOS, o programa colocou um fim nas filas e facilitou acesso a coisas como Cartão SUS ou pedidos para tapar buracos.

Fundada durante a pandeia da Covid-19, de lá para cá, a Dome Ventures fez duas rodadas de captação bem-sucedidas e levantou cerca de R$ 5,5 milhões. Atualmente tem em carteira 12 startups Govtechs, mas em três anos, quer chegar a 30.

A empresa, sediada em João Pessoa, já intermediu negócios dessas 12 Govtechs junto a mais de 1.400 prefeituras no Brasil. “Nosso propósito é contribuir com o avanço digital do setor público conectando startups que possuem soluções para impactar positivamente a sociedade e a vida de toda a população”, explica o CEO da Dome Ventures, o pernambucano Diogo Catão.

O foco da empresa, segundo ele, não é o financeiro das startups, mas o econômico. “Ajudamos as startups a venderem suas soluções, por isso, ainda temos boa fração de recursos para investimentos”, explica o CEO.

Ventures builders

As Ventures builders são organizações que criam, validam e aceleram diversas startups simultaneamente. A Dome possui acionistas estratégicos em todo Brasil interessados em replicar essas soluções ao máximo no setor público. E é isso que vem acontecendo com a solução da Cidade Conectada, por exemplo. “Ajudamos essa startup a sair de um faturamento zero para R$ 5 milhões. Sua solução hoje está em cidades da Paraíba e do Maranhão”, diz Diogo Catão.

O próximo desafio da Dome é nacionalizar a startup francesa e-Cassini, que detém uma plataforma para gestão do espaço público, com diversas soluções para administração das cidades. A empresa atua com georreferenciamento e atende, entre outros clientes, o complexo metrô de Paris. A e-Cassini quer abrir um braço de negócios no Brasil com soluções que vão da gestão de obras em estradas a riscos climáticos.

Leia também:

Na Stellantis, a sintonia é fina com o Parque de Fornecedores

Ambev investe R$ 1 bilhão no NE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias