A presença do Porto Digital na Europa

É importante registrar que o Porto Digital não é um caso isolado no Brasil, e está acompanhado de outros parques relevantes espalhados pelas regiões do País.
Paulo Guimarães
Paulo Guimarães

Por Paulo Guimarães*

Reconhecido como um dos principais parques tecnológicos da América Latina, localizado no Brasil, especificamente na cidade de Recife, o Porto Digital registrou um aumento de 29% em 2022 e superou a quantidade de 350 empresa instaladas no território, que abrigaram cerca de 17 mil profissionais e faturaram R$ 4,75 bilhões naquele ano.

Ainda em 2022, o Porto Digital iniciou o projeto de internacionalização através da implantação de um hub de inovação na cidade de Aveiro em Portugal. A iniciativa faz parte da estratégia de expansão territorial e ampliação do mercado, com Portugal funcionando como porta de entrada na Europa.

De acordo com a direção do parque tecnológico, a escolha por Aveiro está relacionada à presença de uma Universidade de referência em inovação e tecnologia no município, à boa cooperação da instituição de ensino e pesquisa com o tecido empresarial, e à localização da cidade entre os dois principais polos econômicos do País, Lisboa e Porto.

Alguns aspectos chamam atenção na iniciativa do Porto Digital, sendo o primeiro a ampliação das relações entre os dois Países, instrumentalizada inclusive por protocolos e acordos bilaterais que favorecem às relações econômicas e sociais. Um segundo aspecto está relacionado ao momento propício de Portugal e do continente, no que se refere a políticas públicas de estímulo aos processos de digitalização e inovação produtiva. Sobre esse ponto, é importante sublinhar a disponibilidade de instrumentos financeiros, com destaque para os fundos nacionais e europeus, que disponibilizam recursos em condições bastante atrativas.

No âmbito brasileiro, iniciativas como a do Porto Digital encontram apoio na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), através do Programa de Expansão Internacional, que fornece ferramentas de inteligência de mercado, qualificação empresarial e promoção comercial, etapas fundamentais no processo de abertura de operações no exterior.

Nesse contexto, vale salientar que a competitividade das commodities brasileiras, principalmente através do agronegócio, já é conhecida e consolidada, e, portanto, se faz necessário ampliar o apoio a outros setores econômicos, com possibilidade de conquistar mercados e investimentos estrangeiros. Esse é um terceiro aspeto que torna o projeto do Porto Digital em Portugal inovador, e uma oportunidade para o Brasil inserir empresas, produtos e serviços de base tecnológica, no mercado internacional. Tarefa hercúlia, mas possível a partir de parcerias e articulações como as que se pretende no projeto de Aveiro.

É importante registrar que o Porto Digital não é um caso isolado no Brasil, e está acompanhado de outros parques relevantes espalhados pelas regiões do País, como o Sapiens de Florianópolis, o TecnoPuc em Porto Alegre, o Samambaia em Goiânia, o Rio no Rio de Janeiro, o Guamá em Belém e o São José dos Campos em São Paulo. Cada um desses polos tecnológicos tem suas especificidades, sua ambientação, suas especialidades, por vezes até complementares.

A reconhecida criatividade e diversidade brasileira permite aflorar um conjunto de oportunidades nesses ambientes, com potencial de articulação e expansão internacional, principalmente a partir do apoio institucional e estratégico da ApexBrasil, através por exemplo, do anunciado escritório da Agência em Lisboa. De forma inovadora e ousada, o Porto Digital abre caminho a se pensar em um programa específico e estruturado para um setor de alto valor agregado e conectado com o futuro.

* CEO e Sócio-Fundador da CEPLAN Consultoria. Doutorando em Gestão Pública pela Universidade de Lisboa

Leia também:

Nordeste à frente em inovação no País 

Problemas do texto da Reforma Tributária aprovado no Senado

Mercado de crédito imobiliário espera aquecimento com novas regras

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias

Desenvolvido por Investing.com