Economia prateada impulsiona negócios da paraibana Acuidar

À medida que a expectativa de vida aumenta, muitos idosos enfrentam desafios físicos e ai entra o negócio da Acuidar.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Acuidar
Negócios da Acuidar avançam com o evelhecimento da população/Foto: divulgação Acuidar

A Acuidar, rede de cuidadores especializados com origem em João Pessoa (PB), se consolida como a uma das maiores franqueadoras de cuidadores especializados no país. Com mais de 1,1 milhão de assistências e 137 unidades em todo o Brasil, a rede inaugurou, só este ano, mais de 70 novas unidades, o que levou o faturamento do primeiro semestre a superar a marca dos R$ 36 milhões.

Com a crescente expectativa de vida no Brasil – que atingiu os 76,2 anos em 2023, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), com projeções de alcançar, até 2100, os 88,2 –  a economia prateada ascende em paralelo a esse cenário.

“À medida que a expectativa de vida aumenta, muitos idosos enfrentam desafios físicos e de saúde que podem dificultar a realização de tarefas cotidianas. Os cuidadores desempenham um papel fundamental ao proporcionar assistência personalizada, que vai além do simples atendimento médico”, explica Doutor Vitor Hugo de Oliveira, cofundador e Diretor Executivo (CEO) da Acuidar.

“Eles oferecem apoio emocional, companhia e um toque humano que é inestimável para a qualidade de vida dos idosos. Além disso, os cuidadores ajudam a manter a independência dos idosos, permitindo que continuem vivendo em suas próprias casas e participando ativamente da sociedade”, pontua.

Nesse sentido, os empreendimentos dedicados ao cuidado e bem-estar da terceira idade se tornam não apenas um investimento sólido, mas uma resposta essencial às demandas de uma população em constante envelhecimento, na opinião do empresário.

Os dados do Censo 2022 , divulgados em outubro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelaram que o Brasil envelheceu. No recorte por região, quase metade dos centenários vivem no Nordeste, cerca de 16.317 pessoas com 100 anos ou mais. Nos estados, a Bahia lidera, seguida por São Paulo. A região Sul do Brasil, que tem o estado com maior proporção de idosos e a cidade mais velha do Brasil, tem 3.502 centenários.

Leia também:

Freitas avança em utilidades domésticas no NE em 2024

Cresce 300% o percentual de idosos que usam a internet em Pernambuco

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias