Governo quer ampliar municípios que fazem inspeção de produtos de origem animal

Já foram selecionados 32 consórcios intermunicipais que abrangem 9 estados brasileiros, como Bahia e Ceará

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

O Ministério da Agricultura lançou nesta quinta-feira (24), em Brasília, a segunda edição do Projeto de Ampliação de Municípios Integrados ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), por meio dos Consórcios Públicos Municipais (Consim). A iniciativa tem o objetivo de oferecer capacitação para que técnicos de municípios e empresas agrícolas desenvolvam seus serviços de inspeção de produtos de origem animal.

O foco principal é a inclusão desses serviços no Sisbi-POA, que permite que as agroindústrias de carnes, leite, pescados, ovos, mel e seus respectivos derivados possam comercializar os produtos em todo o território nacional.

Inclusão no sistema vai permitir que agroindústrias comercializem os produtos em todo o território nacional/Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Sisbi-POA é a plataforma que padroniza os requisitos de inspeção desse tipo de produto, de origem animal, dando uma espécie selo de sanidade agropecuária.

Apesar de ter sido regulamentado em 2006, o Sisbi-POA só ganhou mais tração na inclusão de novos municípios a partir de 2019, quando os convênios de capacitação passaram a ser feitos por meio de consórcios intermunicipais.

Segundo o secretário de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal, o sistema saiu de 246 para 559 municípios abrangidos nos últimos três anos, passando de 12 para 22 estados contemplados. Além disso, o número de produtos certificados saiu de 5 mil para quase 10 mil no mesmo período. “Em três anos, nós dobramos o Sisbi”, celebrou.

Nesta segunda edição do Projeto Consam, já foram previamente selecionados 32 novos consórcios intermunicipais, que abrangem nove estados brasileiros (BA, CE, MT, MG, RS, SP, SC, PR e RJ). Ao todo, cerca de 520 municípios poderão ser incluídos no Sisbi-POA ao final da capacitação, que deve envolver cerca de 30 mil pessoas em todo o país.

“Todo mundo vai se beneficiar dessa política, que espero seja cada vez mais fortalecida no Ministério da Agricultura. Nós, nesses três anos, dobramos o que a gente tinha, mas agora temos que multiplicar muito mais, porque temos muito a alcançar”, destacou a ministra Tereza Cristina, durante evento de lançamento do projeto.

*Da Agência Brasil


Leia também – Ministério da Agricultura lança portal sobre ecossistema de inovação agro no Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias

O ministro dos Transportes, Renan Filho, deu posse a nova diretoria do DNIT. Foto: Ministério dos Transportes

Renan Filho empossa nova diretoria do DNIT

Os servidores de carreira da autarquia, os engenheiros civis Fabricio de Oliveira Galvão, Carlos Antônio Rocha de Barros e Fábio Pessoa da Silva Nunes assumiram a Diretoria-Geral, a Diretoria Executiva e a Diretoria de Infraestrutura Rodoviária, respectivamente. Já para a Diretoria de Infraestrutura Aquaviária, estará à frente o auditor federal Erick Moura, e para a Infraestrutura Ferroviária, o engenheiro consultor José Eduardo Guidi

Leia mais »