terça-feira, 16/04/2024

Salvador terá voo direto para Santiago do Chile a partir de julho

Em 2023, o Chile ficou em 3º lugar entre os países que mais mandaram visitantes para destinos brasileiros. Neste ano, com Salvador, número deve aumentar
SKY Airline empresa aérea low cost chilena
O Brasil é o segundo maior emissor de turistas para o país andino e o Nordeste terá opção para Santiago via Salvador / Foto: SKY Airline/Divulgação

O Nordeste ganhará uma rota aérea com Santiago, capital do Chile, resultado de uma parceria entre a Embratur e a SKY Airline. A conexão direta com Salvador (BA) terá início em julho. Um mês antes, Brasília passa a ter também um voo para o país andino através da companhia aérea de custo baixo (low cost) que opera em 22 países.

O Chile vem se tornando um importante emissor de turistas internacionais para o Brasil e voltou a ocupar, em 2023, o terceiro lugar entre os países que mais mandaram visitantes para os destinos brasileiros.

- Publicidade -

O Brasil é o segundo maior emissor de turistas para o país andino, e Santiago foi o terceiro destino internacional mais procurado por brasileiros na Semana Santa de 2023, depois de Buenos Aires e Lisboa. Antes da pandemia, mais de 500 mil brasileiros visitavam o Chile, por ano.

O anúncio oficial da parceria aconteceu na terça-feira (19), em evento na Embaixada do Chile, em Brasília, com a presença do embaixador do Chile no Brasil, Sebástian Depolo Cabrera; da gerente de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade da SKY, Mayra Kohler; e do gerente de vendas da companhia aérea chilena, Jaime Fernandez.

As novas rotas aumentam a conectividade do Brasil com o exterior. De acordo com o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, a aproximação entre o Chile e o Brasil traz vantagens para ambos os países e vem se tornando mais estreita.

- Publicidade -

“Esse anúncio vem em um momento muito importante. Nós assinamos esse acordo, fizemos uma promoção do voo da SKY e as notícias são muito boas. Tivemos no ano de 2023 um aumento de chilenos voando para o Brasil na escala de 126%. Chegamos a quase 500 mil chilenos visitando o Brasil em um ano. O Chile já é o terceiro país emissor de turistas para o Brasil e a gente sabe da importância que o Brasil tem para o Chile. É uma relação, como a gente diz no meu Rio de Janeiro, de ganha-ganha”, afirmou Freixo. 

Salvador na rota

O embaixador Sebástian Depolo Cabrera ressaltou que o aumento da conectividade entre os países é “uma necessidade de todos”. “A SKY está comprometida com o mercado brasileiro. Até julho de 2024, a companhia aérea chegará a sete destinos no país. A SKY é a primeira companhia aérea de baixo custo a assinar um acordo de baixo custo com a Embratur para impulsionar a conectividade do país. Esperamos que essas e outras rotas sejam mantidas ao longo do tempo e aproximem ainda mais nossos países irmãos”, comemorou. 

A gerente da SKY, Mayra Kohler, por sua vez, lembrou da importância das parcerias entre companhias aéreas privadas e governos. “Nós temos muita expectativa de poder abrir um mercado importante e promover o turismo. E só conseguimos alcançar com esse tipo de colaboração abrindo as portas, confiando uns nos outros e sabendo que nosso compromisso é poder oferecer o melhor serviço, com a melhor conveniência”, disse. 

Chile em números

Em janeiro de 2024, o Brasil recebeu 77.221 turistas internacionais chilenos, 47,8% a mais que os 52.217 contabilizados no mesmo período de 2023. Além disso, no acumulado de 2023, o Chile retornou ao patamar pré-pandemia registrado em 2018 e retomou a posição de terceiro maior mercado emissor de turistas para o Brasil, com um total de 458.576 chegadas. O número é 126% maior que o registrado em 2022, de 202.470. As principais vias de acesso em 2023 foram aérea, com 97%, e terrestre, com 2%.

Os meses com maior visitação vão de setembro a fevereiro. Ao todo, são 181 voos semanais que oferecem mais de 37 mil assentos do Chile para o Brasil em sete rotas diretas para São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e Foz do Iguaçu (PR).

* Com informações da Embratur

Leia mais: Turismo brasileiro se recupera da pandemia e cresce quase 8% em 2023

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -