quinta-feira, 18/04/2024

Grupo João Santos paga R$ 80 milhões em FGTS

O Grupo João Santos enfrentou uma mudança de gestão a partir de agosto de 2022 e teve seu processo de recuperação judicial iniciado aquele ano.
fábrica - Cimento Nassau
Fábrica de cimento do grupo em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo. Foto: Divulgação

O Grupo João Santos concluiu a primeira etapa prevista do acordo de regularização com o fisco federal, ao realizar, nesta quinta-feira, o pagamento de R$ 80 milhões referente ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço de 20.000 trabalhadores, entre ativos e ex-funcionários, em alguns casos, vencidos há décadas.

A operacionalização feita junto à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN, integra o maior acordo já feito com o fisco federal. Os repasse dos valores seguem sendo feitos pela PGFN e Caixa Econômica Federal, devendo ser concluído em até 90 dias.

- Publicidade -

Grupo João Santos avança na RJ

Em nota, o Grupo João Santos, também conhecido como Grupo Nassau, marca do cimento que produz, disse que a conclusão dessa etapa no processo de recuperação judicial “ratifica o compromisso de sua atual gestão com a solução de seus passivos, principalmente o trabalhista. Ademais, já com a quitação do pagamento inicial do acordo realizado, inicia-se a regularização de outras obrigações perante o fisco federal.”

O Grupo João Santos enfrentou uma mudança de gestão a partir de agosto de 2022 e teve seu processo de recuperação judicial iniciado no final de dezembro daquele ano, quando iniciou um trabalho minucioso de levantamento do patrimônio, dos credores, do passivo e dos ativos. Com pouco mais de um ano de trabalho, o grupo retomou a operação de duas fábricas, somando quatro em atividade em 2023, o que resultou num faturamento de R$ 1 bilhão. Atualmente são 3 mil funcionários, todos com salários e FGTS em dia.

Leia também:

- Publicidade -

Grupo João Santos paga FGTS atrasado de cerca de 20 mil trabalhadores

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -