Agreste Tex promete movimentar R$ 300 milhões em negócios

Evento acontece entre 29 de março e 1º de abril, no pavilhão do Polo Caruaru e vai reunir cerca de 80 expositores e cerca de 8 mil empresários e profissionais do setor têxtil

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Por Juliana Albuquerque

O polo têxtil do Agreste de Pernambuco se prepara para receber um dos maiores eventos do setor do Nordeste. É o retorno, após três anos, da Agreste Tex. A edição 2022, a quinta do evento, voltado para empresários e profissionais do setor, acontece de 29 de março a 1º de abril, no pavilhão do Polo Caruaru, e deve movimentar cerca de R$ 300 milhões em negócios. 

Hélvio Pompeio Júnior
Hélvio Pompeo Júnior, diretor de Comunicação do Febratex Group, que junto com a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), organiza a Agreste Tex. Foto: Madeira Jr.

“A feira, além de atender todo o polo do Agreste pernambucano, recebe empresas e empresários de todo o Nordeste em busca de novidades, principalmente nesta edição, em que se espera ainda mais novidades trazidas pela indústria têxtil no que diz respeitos às novas tecnologias, que naturalmente ocorreram no setor durante o início da pandemia da Covid-19”, revela Hélvio Pompeo Júnior, diretor de Comunicação do Febratex Group, que junto com a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), organiza a Agreste Tex. 

Segundo Pompeo, assim como o e-commerce teve impulso com a pandemia, o mesmo aconteceu com a indústria têxtil, que se reinventou para produzir ainda mais, mesmo em tempo de maiores restrições econômicas durante a primeira e segunda onda do Covid-19 no Brasil.

“Mesmo na pandemia, as vendas não pararam no e-commerce e as indústrias conseguiram produzir em 2020 mais que em 2019 e em 2021 mais que em 2020. A incorporação de novas tecnologias foi essencial para a indústria não parar, a exemplo do tecido desenvolvido com tecnologia que já vem com produtos que repelem o vírus da Covid-19”, argumenta Pompeo.

Ele acrescenta que a edição 2022 do evento promete ainda muitas novidades no quesito tecnologia, o que inclui entre os 80 expositores um corredor especial de startups – o Startup Corner.

“A ideia do espaço é levar novas ideias de projetos voltados para a indústria têxtil”, adianta.

Agreste Tex tem recorde de participantes

A edição 2022 da Agreste Tex terá o maior número de participantes desde o lançamento da feira. Até o momento, são 60% de inscritos a mais do que na última edição, há três anos, totalizando 8 mil empresários e profissionais do setor que vão participar do evento, que promete trazer o que há de mais moderno da indústria têxtil . 

Agreste Tex
Edição 2022 da Agreste Tex contabiliza 60% a mais de inscritos do que a última edição, em 2019. Foto: Divulgação

“A cada ano sempre temos novidades, lançamentos em tecidos, máquinas, aviamentos e tudo o que as empresas precisam para incrementar o seu negócio. A nossa expectativa é a melhor de todas. Muitos varejistas que importavam roupas prontas estão mudando de estratégia e apostando na produção no Brasil, o que faz gerar empregos em toda cadeia têxtil, que é verticalizada. Temos matéria-prima, fiação, tecelagem, malharia, beneficiamento e confecções”, destaca Hélvio Pompeo Júnior.


Leia Também: Day Hospital chega a Caruaru com investimento de R$ 21 milhões

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias