Aeroporto do Recife recupera fluxo de voos que tinha antes da pandemia

Chegam e partem do Aeroporto Internacional do Recife Gilberto Freyre 197 voos diários em média; o número é o maior do NE
Aeroporto do Recife
O aeroporto recifense oferece hoje 44 destinos de vôos locais e três internacionais. Foto: Matheus Ribeiro/Setur-PE Divulgação

Pernambuco fechará o ano de 2022 com sua malha aérea no mesmo patamar do período pré-pandemia, em 2019. Só no mês de dezembro, o Aeroporto Internacional do Recife Gilberto Freyre estima receber 18% mais voos que em novembro. Serão 6.092 voos, entre pousos e decolagens, de acordo com o levantamento da Unidade de Pesquisa da Empetur e de dados da Anac.

“Foi um ano de muito trabalho com o Governo do Estado e o trade turístico para a recuperação total da malha aérea do Aeroporto do Recife. Tivemos a oportunidade de divulgar nossos destinos, atrativos e belezas naturais nos principais polos emissores do Estado, participando e promovendo feiras e roadshows, entre outras ações promocionais. Temos certeza que, com os resultados já apresentados pela Unidade de Pesquisas da Empetur, vamos conseguir ultrapassar os números obtidos e prosperar cada vez mais”, avalia a secretária estadual de Turismo e Lazer, Milu Megale.

Considerando-se a média diária do Recife com a de outras capitais do Nordeste, o aeroporto ocupa a liderança, com 197 voos diários em média, à frente de Salvador, que opera 156 voos, e Fortaleza, 121.
Neste mês de dezembro, o Aeroporto do Recife obteve a liberação da Anac para operar 47 destinos, sendo 44 nacionais e três internacionais.

O terminal oferece voos diretos para as cidades de Aracaju (SE), Araripina (PE), Belém (PA), Brasília (DF), Campina Grande (PB), Caruaru, Confins (MG), Cuiabá (MT), Feira de Santana (BA), Fernando de Noronha (PE), Foz do Iguaçu (PR), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Garanhuns (PE), Goiânia (GO), Guanambi (BA), João Pessoa (PB), Juazeiro do Norte (CE), Macapá (AP), Maceió (AL), Manaus (AM), Mossoró (RN), Natal (RN), Palmas (TO), Patos (PB), Paulo Afonso (PB), Petrolina (PE), Porto Velho (RO), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Campinas (SP), Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Presidente Prudente (SP), Ribeirão Preto (SP), São José do Rio Preto (SP), São Raimundo Nonato (PI), Serra Talhada (PE), Teresina (PI), Vitória (ES) e Uberlândia (MG).

Já as conexões internacionais que partem do Recife são para Lisboa (Portugal), Montevidéu (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina). Para o início de 2023, a Azul já anunciou que passará a operar também a conexão para Fort Lauderdale, nos Estados Unidos.

- Publicidade -

Leia também: Aeronautas rejeitam acordo e paralisações entram no quinto dia

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -