PIB agropecuário tem previsão de crescimento de 11,6% em 2023

Os dados são do Ipea, que revisou as previsões para 2023 lançadas anteriormente, com base em novas estimativas para o setor, divulgadas pelo IBGE
O Ipea prevê que o setor de bovinos viva uma fase positiva do seu ciclo de produção em 2023. Foto: Pixabay

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou, nesta quarta-feira (14) a revisão das projeções para o setor agropecuário em 2022 e 2023. Para o próximo ano, a estimativa de crescimento foi ajustada de 10,9% para alta de 11,6%, com aumento de 14,2% no valor adicionado (VA) da produção vegetal e de 1,6% no VA da produção animal.

Na previsão anterior, os cálculos foram feitos com base na publicação “Perspectivas para a Agropecuária – Safra 2022/2023”, da Conab, divulgada em agosto, tanto para a produção vegetal quanto para a produção animal. Na nova estimativa para o próximo ano, os dados para a produção vegetal têm como base o prognóstico da Produção Agrícola para 2023 divulgado pelo IBGE mais recentemente, enquanto as estimativas para a pecuária são produzidas a partir de modelos econométricos próprios dos pesquisadores do Ipea.

As estimativas do IBGE para a soja são mais otimistas do que as divulgadas anteriormente, sendo agora de alta de 22,5% e não mais de 21,2%. Para a produção animal, há perspectiva de crescimento de todos os segmentos. O setor de bovinos ainda deve se beneficiar da fase positiva do seu ciclo de produção em 2023, antes do início da retenção de fêmeas para reposição do rebanho. A produção de suínos permanece em patamares elevados, apesar da redução da demanda do mercado chinês. E a produção de leite apresenta uma tendência de melhora que permite projetar um 2023 de recuperação.

Para 2022, a previsão do VA, que era de uma queda de 1,7%, foi revisada para um recuo menor, de 1,0%. A projeção do VA da produção vegetal para este ano foi revista de uma redução de 3,0% para queda de 2,6% em relação ao ano anterior. Para a produção animal, a estimativa de crescimento foi revista de 4,1% para 5,7%.

As previsões são baseadas nas novas estimativas do IBGE divulgadas recentemente no levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) e nas pesquisas trimestrais do abate de animais, do leite e da produção de ovos de galinha.

- Publicidade -

A revisão do recuo de 3,0% para queda de 2,6% no VA da produção vegetal em 2022 é justificada especialmente pelas novas estimativas para a produção de soja e laranja. Principal produto da produção vegetal e do setor agropecuário, a soja vem registrando melhora nas estimativas de produção desde março deste ano. A produção animal também contou com revisão para cima na nova estimativa e foi o componente que mais contribuiu para o novo número do VA do setor agropecuário em 2022.

* com informações do Ipea

Leia também: Fiscalização encontra produtos com agrotóxicos vendidos como orgânicos em PE

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -