Depois de fritura, Lula demite Prates do comando da Petrobras

Quem vai ocupar o cargo de Prates na Petrobras será Madga Chambriard, ex-diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP)
Rnest terá papel central na estratégia de descarbonização da Petrobras
Relação entre Lula e Prates estava desgastada desde o início do ano e presidente decidiu mexer no comando da Petrobras. Foto: Agência Brasil

No mesmo dia em que anunciou um lucro líquido de R$ 23,7 bilhões no 1º trimestre de 2024, a Petrobras comunicou aos seus acionistas, na noite desta terça-feira (14), que Jean Paul Prates deixará o comando da estatal. A demissão partiu do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já havia sinalizado insatisfação com a gestão do advogado, economista e até 2022 ex-suplente da senadora Fátima Bezerra, que hoje é governadora do Rio Grande do Norte.

O nome de quem vai ocupar o cargo de Prates à frente da maior empresa brasileira foi revelado pelo agora ex-presidente. Será Madga Chambriard, ex-diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP). “O presidente pediu meu cargo de volta agora há pouco. Deve nomear Magda”, escreveu Prates em carta endereçada aos funcionários da estatal.

- Publicidade -

No texto, Prates afirma que sua “missão foi precocemente abreviada” e cita nominalmente os ministros Alexandre Silveira (Minas e Energia) e Rui Costa (Casa Civil) como interessados na sua saída. Cita o termo “presença regojizada”, indicando que houve reunião para comunicar a sua saída da Petrobras.

Confirmado no cargo antes mesmo de Lula tomar posse para seu terceiro mandato, Prates foi perdendo prestígio junto ao governo. A “gota d’água” foi a questão da distribuição de dividendos extraordinários que dividiu o governo em março deste ano. Prates tentou uma saída para pagamento aos acionistas que desagradou Lula. A ausência de avanço nos novos negócios da empresa também pesou na decisão do presidente Lula.

Avaliados R$ 43,9 bilhões, os dividendos são a parte do lucro que é repassada para os acionistas da empresa. A diretoria da empresa, dirigida pelo presidente Jean Paul Patres, enviou ao Conselho de Administração proposta para pagar 50% dos dividendos extraordinários e reter os demais 50%. A decisão fez com que as ações da petroleira caíssem cerca de 10%.

- Publicidade -

Agora, será necessário convocar Assembleia Geral Extraordinária da Petrorbas para eleger boa parte do colegiado da empresa. Há menos de uma mês a empresa passou por uma eleição para o conselho. Esse movimento pode abrir nova crise no governo.

Quem assume

Magda Chambriard é cotada para assumir o comando da Petrobras. Ela tem mais de 40 anos no setor de óleo e gás e fez parte da equipe de transição após a eleição de Lula. Magda é engenheira civil e entrou na Petrobras em 1980. Foi diretora geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP). Também é socia na Chambriard Consulting.

Comunicado da Petrobras

A Petrobras divulgou comunicado aos acionistas na noite de terça-feira (14) informando a saída de Jean Paul Prates da presidência da estatal. 

Na nota, a empresa diz que Prates solicitou que o “Conselho de Administração da Companhia se reúna para apreciar o encerramento antecipado de seu mandato como Presidente da Petrobras de forma negociada”.

“Adicionalmente, o Sr. Jean Paul informou que, se uma vez aprovado, o encerramento indicado, ele pretende posteriormente apresentar sua renúncia ao cargo de membro do Conselho de Administração da Petrobras. Fatos julgados relevantes serão tempestivamente divulgados ao mercado”, acrescenta o comunicado. 

Advogado e economista, Prates assumiu a presidência da Petrobras no início do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Prates foi eleito em 2014 primeiro suplente da senadora Fátima Bezerra (PT-RN), para o período 2015-2022, e assumiu a vaga dela no Senado em 2019, após sua eleição para governadora do Rio Grande do Norte.

Prates foi membro da assessoria jurídica da Petrobras Internacional (Braspetro), no fim da década de 1980, e teve sua atuação profissional ligada à área de petróleo e gás, participando da elaboração da Lei do Petróleo e da redação do modelo do contrato de concessão oficial brasileiro e d

Leia mais: Petrobras tem lucro líquido de R$ 23,7 bilhões no 1º trimestre de 2024

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -