terça-feira, 16/04/2024

Investimento em infraestrutura cresce 86% no BNB

Crédito para investimento em infraestrutura cresceu em toda a área de atuação do BNB, com destaque para energia, aeroportos, portos, saneamento e rodovias. Confira os números da Bahia, Ceará e Pernambuco
Paulo Câmara comemora ampliação do investimento em infraestrutura do BNB em 2023
Paulo Câmara comemora salto de 86% em crédito para investimento em infraestrutura e quer atuação ainda mais agressiva do BNB a partir de 2024/Foto: BNB (Divulgação)

O crédito para investimento em infraestrutura registrou um salto de 86% no Banco do Nordeste (BNB), em 2023 com relação a 2022, atingindo R$ 11,97 bilhões, quase o dobro dos R$ 6,4 bilhões aportados no exercício anterior. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo presidente da instituição, Paulo Câmara.

Entre os destaques no período, ficaram as grandes economias da região, como Bahia, Ceará e Pernambuco. No mercado baiano, o volume de recursos destinado ao setor aumentou 57%, de R$ 1,6 bilhão em 2022 para R$ 2,5 bilhões no ano passado.

No Ceará, as contratações avançaram no mesmo ritmo, totalizando R$ 1,67 bilhão, em 2023. No estado, uma das áreas que vêm sendo mais beneficiadas por recursos do BNB é a de saneamento, uma das maiores fragilidades na infraestrutura do Brasil.

- Publicidade -

A expansão do saneamento é um dos carros-chefes da atuação do banco na região e o Ceará tem mostrado uma atuação agressiva em projetos desse tipo.

A Ambiental Ceará (Aegea Saneamento), por exemplo, captou um financiamento de R$ 550 milhões do Banco do Nordeste, ano passado.

A empresa tem um parceria público-privada de R$ 6,2 bilhões com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), considerada a maior do gênero no país. A meta da PPP – atendendo ao Marco Legal do Saneamento Básico – é elevar a cobertura do serviço de coleta e tratamento de esgoto a 90% da população cearense até 2033 e 95% em 2040.

- Publicidade -

Em Pernambuco, o volume de recursos destinado a infraestrutura cresceu 52,1%, de R$ 558,2 milhões em 2022 para R$ 849,5 milhões no ano passado.

Investimento em infraestrutura: um dos projetos financiados pelo BNB, no Ceará, é a maior PPP do país na área de saneamento básico
No Ceará, um investimento em infraestrutura apoiado pelo BNB é a PPP para ampliar a cobertura de saneamento, no estado, para 90% até 2033/Foto: Ambiental Ceará

BNB destaca áreas de investimento em infraestrutura

O presidente Paulo Câmara detalha que, em 2023, foram financiados projetos em todos os estados da área de atuação da instituição, em áreas como complexos de energia, aeroportos, portos, saneamento e rodovias.

Segundo o executivo, um dos fatores que permitiram o salto foi o aumento de 35,4% nas contratações do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que passaram de R$ 32,3 bilhões em 2022 para R$ 43,7 bilhões no ano passado. O fundo é a principal fonte de recursos da instituição para projetos de infraestrutura.

“A infraestrutura tem recebido atenção especial do BNB. Somos parceiros significativos nesse setor. Sabemos que esses projetos são importantes para o crescimento e estruturação da nossa área de atuação. Por isso, saímos de 59 operações em um ano para 208 operações em 2023”, frisa o presidente.

Paulo Câmara afirma ainda que “esses projetos impactam a vida de milhões de pessoas e influenciam, diretamente, atividades econômicas estratégicas para o Nordeste, como exportação e importação, logística, agronegócio e energia”.

BNB quer ampliar ainda mais investimento em infraestrutura

Paulo Câmara tem sinalizado para uma atuação ainda mais forte do BNB no setor de infraestrutura a partir de 2024, num cenário em que o Banco do Nordeste atingiu, em 2023, volume recorde de contratação de crédito nos seus diversos produtos (R$ 58,5 bilhões).

“A crescente demanda de pedidos de financiamentos nos faz pensar em possibilidades de acessar fontes alternativas e de intensificar o diálogo com instituições multilaterais com o mesmo perfil de fomento e alinhamento de propósito”, tem repetido o executivo, que espera fechar operações para ampliar o funding da instituição.

Esse tipo de parceria garantiria mais fôlego para as linhas de financiamento do banco e a infraestrutura é uma prioridade.

Uma das instituições com potencial para esse tipo de acordo é o Banco dos Brics (NDB), presidido por Dilma Rousseff. Caso esse caminho se concretize, o BNB seguiria a mesma trilha da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, que recebeu autorização em 2023 para uma operação de R$ 500 milhões junto ao NDB.

Quem pode captar financimento para infraestrutura?

Os recursos do Banco do Nordeste para investimento em infraestrutura podem ser acessados por empresas de qualquer porte, consórcios e empresas públicas.

O crédito para este tipo de projeto tem características especiais. O prazo de pagamento pode chegar até 34 anos, em caso de iniciativas nas áreas de saneamento, mobilidade urbana, rodovias, ferrovias e hidrovias. O período de carência pode alcançar até oito ano anos nessas atividades e ainda no financiamento a obras de geração, transmissão e distribuição de energia, portos e aeroportos.

Quem é o Banco do Nordeste?

Maior instituição financeira de desenvolvimento regional da América Latina, o Banco do Nordeste tem uma rede com 293 agências e está presente em dois mil municípios de sua área de atuação, que abrange os nove estados nordestinos e parte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Leia mais sobre o Banco do Nordeste:

Banco do Nordeste tem record de R$ 58 bi em crédito

Banco do Nordeste reduz juros do microcrédito pela 3ª vez neste semestre

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -