BNB permite empresas reivestirem 30% do IRPJ

As empresas precisam aproveitar esse período de declaração do IRPJ para indicar a destinação desses valores de imposto a pagar

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Empresas que estão preparando suas declarações do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) devem ficar atentas à oportunidade de utilizarem 30% do seu imposto devido para reinvestimentos em seus negócios. Nesta quarta-feira (23), a superintendência estadual do Banco do Nordeste (BNB) em Pernambuco reuniu diversas lideranças empresariais para comunicar a oportunidade.

O superintendente do BNB no estado, Pedro Ermírio Freitas, disse que o benefício atende a empresários e representantes das entidades da indústria, agroindústria, turismo e infraestrutura. Segundo ele, os 30% do IRPJ devido são calculados sobre o lucro real e podem ser usados para compra de equipamentos e modernização de parques.  

Pedro Ermírio Freitas BNB
Pedro Ermírio Freitas, superintende do BNB (3º da esquerda para direita) e recebeu empresários de diversos setores

“As empresas precisam aproveitar esse período de declaração do IRPJ para indicar a destinação desses valores de imposto a pagar. Em contrapartida, as empresas também precisam investir recursos próprios no mesmo projeto no valor de 50% do montante a ser reinvestido”, explicou. Assim, se os 30% do IR devido equivalem a R$ 50 mil, será preciso investir outros R$ 25 mil com recursos próprios.

Ao fechar a declaração, a empresa pode, automaticamente indicar até 30% do imposto devido para depósito no BNB, mais os 50% de sua cota. A liberação para a compra de equipamentos depende de aprovação de um projeto executivo submetido à Sudene – Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste. “Metade do valor destinado ao projeto pode ser para capital de giro”, explicou o superintendente do BNB.

“Essa forma de maximizar o ganho fiscal é cumulativa”, explicou Pedro Freitas. Ele se refere ao outro programa da Sudene que concede 75% de abatimento no imposto devido. Assim, empresas que já contam esse benefício dos 75% poderão também contar com o dos 30%.

Os valores depositados no Banco do Nordeste serão remunerados diariamente pela taxa Selic até o momento da sua liberação pela Sudene. Atualmente, o Banco do Nordeste possui 850 contas abertas por 370 empresas beneficiárias do reinvestimento do imposto de renda. Ao todo, as contas somam R$ 543 milhões.

Beneficio no IRPJ é cumulativo

Segundo a gerente do Ambiente de Distribuição e Suporte de Fundos de Investimento do Banco do Nordeste, Valdiane Pessoa, empresas dos setores industrial, agroindustrial, infraestrutura e turismo (parte de cozinha, climatização, eletrônicos, nacionais ou importados) podem utilizar o benefício. “O reinvestimento é uma ótima oportunidade para planejar a modernização das empresas. Possibilita que o empresário planeje e elabore um projeto dentro do seu plano de negócios”, afirma.

Para ter direito ao benefício, a empresa precisa ter, pelo menos, uma unidade instalada na área de atuação da Sudene, que compreende totalmente os estados nordestinos e, parcialmente, os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

As empresas podem ter acesso a mais informações no site www.bnb.gov.br/empresas/reinvestimento e nas agências do Banco do Nordeste.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias