Único banco estadual do NE, Banese tem lucro e vai operar loterias

Banco do Estado de Sergipe (Banese) registrou um lucro líquido de R$ 17,4 milhões no primeiro trimestre de 2024 e busca parceiros para atuar no segmento de jogos em meio físico e digital
Banco do Estado de Sergipe (Banese)
Foto: Banese/Divulgação

Única instituição financeira pública estadual do Nordeste que não foi privatizada, o Banco do Estado de Sergipe (Banese) registrou um lucro líquido de R$ 17,4 milhões no primeiro trimestre de 2024, valor 27% maior que o apurado no mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados na quarta-feira (15) apontam que os ativos totais do banco atingiram a marca de R$ 9,7 bilhões, um crescimento de 15,1% no mesmo período e de 8,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

De acordo com o comunicado oficial do Banese, “o resultado é reflexo, sobretudo, da melhora do comportamento dos negócios, com a expansão da carteira de crédito e a continuidade do ritmo de crescimento das captações e receitas líquidas sobre juros”.

- Publicidade -

O Banese se prepara para operar loterias. O banco recebe até esta sexta-feira (17) manifestações de interesse de futuros parceiros para atuar nas modalidades passiva, prognóstico (específico, numérico e esportivo), instantânea e quota fixa, em meio físico e digital.

Será criada uma subsidiária destinada à exploração do negócio loterias pelo prazo de 20 anos e o parceiro poderá participar da sociedade desta nova subsidiária como acionista/quotista. O operador deverá repassar ao Governo do Estado de Sergipe, no mínimo, 5% da arrecadação bruta (Gross Gaming Revenue – GGR). A análise das propostas está prevista para acontecer no dia 27 de julho. 

Números do Banese

As operações de crédito do banco sergipano tiveram aumento de 13% em 12 meses, alcançando a marca de R$ 4,1 bilhões. Já as receitas totalizaram R$ 376,3 milhões ao fim do primeiro trimestre do ano, com destaque para as receitas com operações de crédito que registraram um volume de R$ 198,7 milhões, representando 53% em relação às receitas totais e um crescimento de 13,3% no ano.

- Publicidade -

O Banese também encerrou março deste ano com R$ 8,7 bilhões de recursos captados, um incremento de 9,6% com relação ao trimestre anterior, e de 15,8% quando comparado ao mesmo período de 2023.

“No último ano, o Banese apresentou índices positivos, o que mostra que estamos em um caminho sólido e sustentável para que a instituição siga crescendo. O empenho e a dedicação dos nossos colaboradores têm possibilitado que o banco esteja cada vez mais perto da nossa gente, com novas linhas de crédito e produtos financeiros que fomentam o crescimento do nosso Estado”, afirmou o presidente da instituição, Marco Queiroz.

O patrimônio líquido da instituição variou positivamente em 11,1% nos últimos doze meses. O crescimento é fruto principalmente dos aportes realizados pelos atuais acionistas, em especial o Governo do Estado, por meio da subscrição privada de novas ações; assim como a incorporação à reserva de lucros do resultado do período.

Carteiras e oferta de crédito

A carteira de crédito comercial do Banese cresceu 11,7% em 12 meses e 4% no último trimestre. Os números positivos decorrem do plano estratégico comercial do Banco, com ações direcionadas para a contratação de crédito nos canais de autoatendimento e correspondentes no país. O Banese segue detentor da maior fatia do mercado de crédito de livre destinação em Sergipe, com 34,8% de participação, segundo dados do Banco Central do Brasil de fevereiro de 2024.

O valor destinado ao segmento pessoa física obteve aumento de 14,8% em relação ao mesmo período do ano anterior e de 5,1% em três meses. Contribuíram para esse desempenho o desenvolvimento de novas linhas de negócios junto a empresas conveniadas e órgãos públicos, com destaque para as linhas de consignação e de créditos vinculados a salário, e para os produtos sazonais de início de ano, a exemplo da antecipação de 13º salário.

O saldo do crédito de Desenvolvimento, que engloba as carteiras Imobiliária, de Financiamento e Rural, obteve um incremento de 20,2% no último ano, com destaque para crédito Rural, voltado para as operações de custeio e investimento agropecuário.

Atendimento

Os investimentos na melhoria da experiência dos clientes com o banco seguem apresentando resultados positivos, tanto com a oferta de novos modelos de atendimento quanto com a facilitação do acesso às soluções financeiras nos canais de autoatendimento da empresa. De janeiro a março deste ano, houve um aumento de 2,9% na quantidade de transações realizadas no internet e mobile (app) banking em relação ao mesmo período do ano passado, ao passo que nos canais convencionais houve queda de 14,6% das transações.

Investimentos em pessoas

Ao longo dos três primeiros meses de 2024, o Banco contratou 31 novos funcionários aprovados em concurso público, sendo 28 Técnicos Bancários I e três Técnicos Bancários III. Também houve investimentos direcionados à capacitação profissional, com a oferta de diversos treinamentos presenciais e virtuais. Foram implantados, ainda, projetos relacionados à saúde do empregado, visando o despertar e incentivo à prática do autocuidado.

Banese Card & Mulvi Pay

Neste primeiro trimestre de 2024, a Mulvi, empresa de meios de pagamento do Grupo Banese, registrou R$ 1,07 bilhão em volume transacionado nos produtos por ela geridos, o que representa um acréscimo de 19,2% em 12 meses. No mesmo período, os produtos de emissão, como o Banese Card, cresceram 15,1% e alcançaram um volume total de R$ 884,7 milhões.

Destaques para a solução de pagamento Mulvi Pay, que registrou um crescimento de 241,2% em relação ao ano anterior, e para a quantidade de portadores aptos a comprar, que alcançou a marca de 558,4 mil clientes.

Banese Corretora de Seguros

A Banese Corretora de Seguros emitiu um volume de R$ 40,8 milhões em prêmios de seguro no período de janeiro a março deste ano, com destaque para o crescimento de 7,1% nas vendas de Seguros de Pessoas. Nesse mesmo trimestre, o crescimento da receita bruta foi de 12,7% em relação ao mesmo período de 2023.

Museu da Gente Sergipana

Somente nos três primeiros meses do ano, o Instituto Banese beneficiou 10.166 pessoas diretamente ligadas aos 13 projetos sociais apoiados financeiramente pela instituição, além de 11.506 beneficiários diretos e indiretos pelas ações realizadas pelo próprio local. Já o Museu da Gente Sergipana, durante o 1° trimestre de 2024, recebeu a visita de 29.639 pessoas, dos mais variados lugares e com as mais diversas finalidades, entre elas turismo, educação, assistência social e lazer.

* Com informações do Banese

Leia mais: Bancos de desenvolvimento têm a missão de responder aos danos climáticos

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -