terça-feira, 16/04/2024

Novo Atacarejo compra 2 lojas e avança no vácuo do Carrefour

Novo Atacarejo, que inaugurou nove lojas em 2023, vai assumir operações da bandeira TodoDia em Garanhuns e Campina Grande
Novo Atacarejo já opera 27 lojas em 22 municípios de Pernambuco e Paraíba, mas não revela se pretende entrar na Bahia e Ceará
Novo Atacarejo não revela valor do investimento na compra de unidades do Grupo Carrefour, nem se pretende entrar na Bahia e Ceará/Foto: Novo Atacarejo (site)

No Nordeste, enquanto os gigantes supermercadistas tradicionais choram as redes regionais vendem lenço, como evidenciam os últimos movimentos da companhia mineira Novo Atacarejo. No apagar das luzes de 2023, a empresa ganhou ainda mais musculatura na região, ao adquirir duas lojas – uma em Garanhuns (PE) e outra em Campina Grande (PB) – que pertenciam ao Grupo Carrefour Brasil.

A operação acontece num momento em que a multinacional francesa passa por dificuldades no país e está retirando a bandeira de hipermercados Carrefour da Bahia e Ceará, duas das maiores economias do Nordeste.

- Publicidade -

A transação com o Novo Atacarejo foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 29 de dezembro, último dia útil do ano. O colegiado não divulgou os valores da transação. Procurado, o Novo Atacarejo respondeu, por meio de nota, que “essa compra faz parte do plano de expansão do grupo”, sem informar o investimento.

Essas novas unidades do grupo operam, até o momento, sob a bandeira TodoDia, que pertence ao antigo Grupo BIG, adquirido pelo Carrefour.

Em sua justificativa ao Cade para o desinvestimento nessas unidades, o Carrefour afirmou que essa transação foi considerada “uma oportunidade de negócio, contribuindo para a melhoria de sua eficiência financeira e alinhada à sua política de constante manutenção do parque de ativos”.

- Publicidade -

Novo Atacarejo cresce e Carrefour encolhe

Essa reviravolta no comércio nordestino acontece menos de dois anos após a compra do Grupo BIG pelo Grupo Carrefour Brasil. A Walmart (EUA) vendeu o BIG – dono das bandeiras BIG, BIG Bompreço, Super Bompreço, Nacional, Maxxi Atacado, Sam’s Club, TodoDia e de postos de combustíveis – numa transação anunciada em abril, aprovada pelo Cade em maio e concluída em junho de 2022.

A aquisição – que atingiu R$ 7,5 bilhões – surpreendeu o setor e se esperava uma ofensiva do Carrefour no Nordeste e Sul que assustou os concorrentes.

A expectativa era que o maior grupo de varejo alimentar do país desse um salto sem precedentes ao avançar, por exemplo nos estados nordestinos, área de domínio tradicional do BIG, que detinha 181 lojas e 38 propriedades adicionais no mercado brasileiro.

Na fase em que a compra se tornou pública, o Carrefour afirmou que pretendia aumentar sua relevância em regiões onde tinha pouca participação, pois tinha identificado um forte potencial de crescimento. A estratégia incluía expansão em todos os formatos: supermercado, hipermercado, atacado e loja de vizinhança. O final dessa história, no entanto, foi bem diferente do previsto.

Novo Atacarejo não confirma nem desmente se pretende comprar lojas do Carrefour na Bahia e Ceará
Fim de uma era: bandeira Carrefour encerra operações na Bahia e Ceará/Foto: Carrefour (Divulgação)

O que vai acontecer com o Carrefour na Bahia e Ceará?

Em 2024, a bandeira de hipermercado Carrefour  – a principal do grupo no Brasil – encerrará suas atividades na Bahia e no Ceará. Além disso, o grupo vai fechar diversas lojas da bandeira no Sul (Rio Grande do Sul) e Sudeste (em Minas Gerais). A decisão foi anunciada em dezembro passado.

No mercado baiano, cinco dos seis hipermercados localizados em Salvador e Vitória da Conquista devem ser fechados e apenas um será convertido em Atacadão, bandeira de atacarejo do grupo.

No Ceará, as unidades de Maraponga e Fátima, em Fortaleza serão convertidas em Atacadão e a unidade em Washington Soares, também na capital, será transformada em Sam’s Club, antigo clube de compras do Walmart e que agora integra o Grupo Carrefour. 

Já o hipermercado da avenida Bezerra de Menezes – adquirido ao BIG – será fechado, poucos meses depois de ser convertido em Carrefour. 

Em novembro de 2023, o grupo já tinha sinalizado para a conversão, entre 2024 e 2026, de 40 hipermercados no Brasil em Varejão e lojas do Sam´s Club, mas a proporção que essa mudança tomou, incluindo o encerramento de operações, foi muito além do esperado pelo setor.

Novo Atacarejo dispara em PE e PB

Enquanto o Carrefour se retrai, o Novo Atacarejo, que tem apenas quatro anos, entra no ranking de 20 maiores grupos do segmento no país. A companhia surgiu da união dos grupos empresariais mineiros SFA e Super Cidades. Mas se define como “uma rede nordestina com matriz pernambucana”, já que o escritório central está localizado no bairro de Boa Viagem, em Recife, e todas as lojas estão no Nordeste.

A primeira operação do grupo foi inagurada em 2019, na cidade de Carpina, a 58 quilômetros do Recife, e em 2020 a rede entrou na capital pernambucana. Atualmente, o Novo Atacarejo conta com 27 unidades em operação, em 22 municípios de Pernambuco e Paraíba, mercados em que responde pela geração de 3 mil empregos diretos. O mix de produtos, incluindo a fabricação própria, chega a 9 mil itens.

Só em 2023, a rede abriu nove lojas. Questionada se poderia aproveitar o desinvestimento do Carrefour na Bahia e Ceará para entrar nesses estados, a empresa não respondeu.

Leia mais sobre Novo Atacarejo:

Com investimentos de R$ 40 milhões, Novo Atacarejo expande na Paraíba

Novo Atacarejo abre nova loja em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife


- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -