quinta-feira, 18/04/2024

Banco do Nordeste tem aumento de capital e avança rumo à moeda digital

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assinou decreto publicado nesta quarta-feira (20) no Diário Oficial da União, autorizando o incremento do capital social do Banco do Nordeste (BNB). A medida prevê a emissão de novas ações ordinárias nominativas e escriturais, sem valor nominal, em um montante de até R$ 1,4 bilhão. Essa […]
Banco do Nordeste
Aumento de capital visa fortalecer o Banco do Nordeste para enfrentar os desafios do mercado e acompanhar as demandas regionais / Foto: BNB/Divulgação

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assinou decreto publicado nesta quarta-feira (20) no Diário Oficial da União, autorizando o incremento do capital social do Banco do Nordeste (BNB). A medida prevê a emissão de novas ações ordinárias nominativas e escriturais, sem valor nominal, em um montante de até R$ 1,4 bilhão. Essa iniciativa visa fortalecer a instituição financeira para enfrentar os desafios do mercado e acompanhar as demandas regionais.

O decreto estabelece que o aumento de capital será realizado por meio da incorporação do adiantamento para futuro aumento de capital, transferido pela União, e dos valores referentes à atualização dos recursos pela taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic). A União, por sua vez, poderá subscrever as novas ações na proporção de sua participação no capital social do BNB, após a aprovação da operação pela assembleia geral de acionistas.

- Publicidade -

Banco do Nordeste integrado ao Drex

Além do fortalecimento financeiro, o Banco do Nordeste também se destaca por seu papel no desenvolvimento de inovações no sistema financeiro. Recentemente, anunciou sua participação na evolução da moeda digital brasileira, o “Drex”, previsto para ser lançado em dezembro deste ano, com base na tecnologia blockchain. Integrando um consórcio criado pelo Banco Central para avaliar a segurança das operações, o BNB busca modernizar suas operações e oferecer melhores serviços aos clientes.

Carlos Eduardo Gaspar, gerente do Hub de Inovação do BNB (Hubine), ressalta que a implementação do Drex proporcionará maior agilidade, segurança e redução de custos às transações, o que se traduzirá em benefícios diretos para os clientes, como a diminuição dos juros.

“O Banco do Nordeste está empenhado em antecipar-se ao cronograma estabelecido, já em fase piloto, e uma equipe especializada foi designada para conduzir essa transição e estabelecer parcerias estratégicas que viabilizem a tokenização de ativos e sua operacionalização na rede Drex”, disse Gaspar.

- Publicidade -

Leia mais: Drex: Banco do Brasil firma parceria com empresa global para testar pagamentos offline

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -