A produção de carros elétricos é prioridade para o governo federal, diz ministro Alexandre Silveira

O carro elétrico e os biocombustíveis são aliados para a descarbonização da economia no Brasil
O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, durante a abertura do evento “Anfavea: Conduzindo o Futuro da Eletrificação no Brasil”. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O desenvolvimento de uma indústria voltada à produção de carros elétricos é uma das prioridades do governo federal, segundo o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, ao participar da abertura do evento Anfavea: Conduzindo o Futuro da Eletrificação no Brasil, promovido pela entidade em Brasília. Para viabilizar a fabricação e a comercialização desse tipo de veículo, as autoridades do setor pretendem fazer do país um grande centro produtor de baterias de lítio.

Um dos componentes mais caros dos veículos automotivos elétricos é a bateria, que pode ser de lítio, substância bastante encontrada em território nacional. “Temos desenvolvido a cadeia de produção do lítio, fundamental para a eletrificação da frota. Tornaremos o nosso país um hub para a produção de baterias, com geração de emprego e renda para nossa população, como no Vale do Jequitinhonha [MG]”, disse Silveira ao citar a mobilidade elétrica como uma das principais frentes para descarbonizar os transportes.

Segundo o ministro, o País já domina a tecnologia voltada à produção desse tipo de bateria, mas precisa agora garantir escala para se tornar mais competitivo, tornando esta uma “realidade acessível” à população. “Mas quero ressaltar: faremos tudo isso sem esquecer dos biocombustíveis”, acrescentou. Ele reiterou que o Brasil tem “compromisso claro” com a transição energética e com a redução do carbono na matriz de transportes, além de se destacar por 88% de sua matriz elétrica ser de fontes limpas.

“Temos uma vantagem competitiva grande nesse setor, que já é responsável pela descarbonização de parte significativa da nossa matriz de transportes leve, com o etanol. Mas queremos mais. Queremos mais tecnologia nos nossos biocombustíveis; mais eficiência; mais produtividade no campo; mais sustentabilidade da cadeia. Tudo isso vai garantir geração de emprego e renda, menor preço ao consumidor e diminuição da pegada de carbono”, argumentou.

Os carros elétricos e os biocombustíveis vão fazer a transição energética no Brasil.
Os biocombustíveis continuarão tendo uma atenção especial do governo, segundo o ministro Alexandre Silveira/Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

PL dos Combustíveis do Futuro

De acordo com o ministro, todas essas questões foram levadas em conta para a formulação do chamado PL dos Combustíveis do Futuro que, segundo ele, está em fase final de aprimoramento pela Casa Civil após larga discussão com diversos atores do segmento produtivo da indústria automotiva.

- Publicidade -

“Com isso, vamos destravar também novas possibilidades para os setores de aviação e de transporte terrestre”, complementou, ao lembrar da importância do setor automotivo para a economia, por meio de cadeias produtivas vinculadas, gerando ainda mais emprego e renda no país.

As ações que estão sendo desenvolvidas pelo governo federal, segundo ele, permitirá ao Brasil ser “protagonista” no crescimento de uma economia verde.

“Estamos também trabalhando em políticas que viabilizem o desenvolvimento da cadeia produtiva dos minerais estratégicos e necessários para os veículos elétricos, investindo em pesquisa mineral no desenvolvimento dos elos da cadeia produtiva”, complementou.

Leia também

Stellantis e Moura colocam PE no protagonismo do carro elétrico

Na era da mobilidade verde, o etanol será a grande estrela

Smart cars chegam para revolucionar as cidades

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -