Ipemed chega ao Recife e oferece mais de 60 pós-graduações na área médica

A unidade local do Ipemed vai oferecer mais de 60 pós-graduações na área médica.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
A unidade recifense do Ipemed vai oferecer vários cursos de pós-graduação na área médica e atender pessoas pelo SUS com os médicos que estão fazendo os cursos. Foto:Divulgação/ Ipemed.

Oferecer pós-graduações na área médica levou o Instituto de Pesquisa e Ensino Médico (Ipemed) a investir R$ 2 milhões para implantar uma unidade no Recife, que será inaugurada na quarta-feira (29). “O Brasil vai formar, em média, 35 mil médicos este ano e pelo menos cerca de 19 mil deles não vão conseguir fazer uma residência médica para se especializar”, resume o diretor nacional de Educação Continuada do Grupo Afya, André Raeli. O Ipemed pertence ao Afya. Em Pernambuco, por exemplo, residem quase 20 mil médicos e somente 47% deles tem alguma especialização.

“Isso nos traz a ideia de que é preciso capacitar estes médicos. Nossa meta é gerar um impacto social relevante e formar médicos que possam prestar atendimentos especializados à população. Estima-se hoje que cerca de 40% dos médicos são generalistas, o que se reflete na escassez de profissionais especializados em alguns municípios”, explica André.

Geralmente, o Brasil oferece, anualmente, cerca de 22 mil vagas de residência – no primeiro ano – e em torno de 16 mil destas vagas são preenchidas. “Há especialidades que não são ocupadas, porque não há procura”, comenta André. É justamente neste gap que o Ipemed pretende atuar. A unidade pernambucana do Instituto oferece mais de 60 pós-graduações. Em 2023, serão disponibilizadas mais de 100 pós-graduações.

O médico que não faz uma especialização é generalista. Geralmente, as especializações médicas tradicionais são feitas durante uma residência ou numa prova de títulos – realizada por cada sociedade médica que representa aquele profissional – ou num curso de pós-graduação. “Desenvolvemos pós-graduação para todos os médicos que são generalistas ou especialistas”, afirma André. Na era do conhecimento, como a atual, o processo de capacitação dos profissionais é contínuo, inclusive por causa das mudanças provocadas por novos conhecimentos ou tecnologias.

Localizada em Boa Viagem, a unidade recifense do Ipemed vai oferecer pós-graduações nas áreas de dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, geriatria, nutrologia, reumatologia e psiquiatria. “Algumas destas especializações estão olhando o envelhecimento da população e ganhando robustez, trazendo inovações por meio de novas tecnologias e do conhecimento”, resume André. Por exemplo, ele cita que a instituição oferece uma pós-especialização em dor, que geralmente é para anestesista, que depois de acabar o curso pode abrir um consultório com foco em dor “para monetizar”.

A unidade também vai desenvolver uma ação social

Num país em que cerca de 25% da população têm acesso aos planos de saúde e em que os hospitais públicos vivem sobrecarregados, a unidade recifense do Ipemed deve realizar cerca de 600 atendimentos por mês para atender a população pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade local iniciou as atividades no ano passado, embora a inauguração oficial vá ocorrer na quarta-feira (29).

Situado na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, o instituto ocupa uma área de 3 mil m². Com um aporte de R$ 2 milhões, a nova sede conta com 23 ambulatórios para atendimento à população, dez salas de aula, sala de procedimentos, área de alimentação e descompressão, auditório e rooftop.

A pós-graduação é realizada em módulos presenciais, com aulas um final de semana por mês. A unidade do Recife já recebe alunos da Região Metropolitana, interior e de estados vizinhos, como Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte. Também há alunos de outras regiões, como do Tocantins e do Pará. No Brasil, o Ipemed está presente em 11 capitais brasileiras, incluindo unidades em Fortaleza, Salvador, Vitória, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Goiânia, Brasília e Manaus.

Atendimento pelo SUS

Com objetivo de viabilizar atendimento qualificado e especializado para a população, a instituição firmou parceria com 13 municípios pernambucanos e recebe pacientes para serem atendidos por médicos pós-graduandos que atendem a especialidades com alta demanda e uma longa fila de espera no Sistema Público de Saúde (SUS). A unidade recifense atende pacientes de Jaboatão dos Guararapes, Itaquitinga, São Vicente Ferrer, Itamaracá, Bodocó, Belo Jardim, Macaparana, Alagoinhas, Araçoiaba, Passira, Amaraji, Sanharó, Lagoa do Carro, Lagoa do Ouro e Tracunhaém.

O atendimento é gratuito e acontece a partir de convênios firmados com as secretarias municipais de saúde. A faculdade também realiza agendamento de consulta pelo WhatsApp (81) 98593-1162, mas para isso o paciente precisa ter o encaminhamento médico. O atendimento é sempre às sextas e sábados. A unidade local vai realizar cerca de 600 atendimentos por mês.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias