Consumidor tem pretensão de gastar ainda mais até o dia 31

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que só com vestuário, gasto médio deve ser de R$ 239,54

A pesquisa mostra que 51% dos entrevistados que vão comemorar a data pretendem comprar roupas, calçados e acessórios para usar na passagem de ano. Os gastos com vestuário devem ser em média de R$ 239,54. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Da Redação

Após a semana do Natal, os setores de comércio e serviços esperam pelos consumidores para os gastos de Ano Novo, e uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, revela que os gastos podem ser altos. Segundo o levantamento, em média, os consumidores brasileiros devem gastar R$ 312,04 com as comemorações da virada do ano.

A pesquisa ainda mostra que 51% dos entrevistados que vão comemorar a data pretendem comprar roupas, calçados e acessórios para usar na passagem de ano. Os gastos com vestuário devem ser em média de R$ 239,54.

O presidente da CNDL, José César da Costa, alerta para a importância de controlar o orçamento, ainda mais considerando a proximidade com outra festa importante. “O réveillon acontece logo na sequência do Natal e as pessoas já terão investido na celebração – seja na ceia, seja na compra dos presentes. Então, é importante planejar as despesas e fazer as contas para saber o limite dos gastos. Afinal, não tem sentido comemorar a chegada do ano endividado ou com as finanças desequilibradas”, alerta.

Para os supersticiosos, a cor da roupa também é um detalhe que será levado em consideração nas comemorações da virada. De acordo com o levantamento, 42% pretendem usar branco, 6% amarelo e 6% azul. 23% dos entrevistados afirmam que não ligam para isso.

As simpatias de Ano Novo também não ficarão de fora para 36% dos entrevistados, principalmente para ganhar mais dinheiro (18%), conseguir um emprego (8%), para conseguir pagar as dívidas (8%) e para emagrecer (7%).

O levantamento aponta ainda que 36% dos entrevistados pretendem festejar em casa, enquanto 12% vão viajar e 10% pretendem passar a virada na casa de outros parentes.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mais Notícias