El Niño abre portas para exportação recorde do açúcar brasileiro

O Brasil responde pela metade das exportações de açúcar do mundo e para os produtores, o momento é excelente.
açúcar
Cenário é favorável para produtores de açúcar/Foto: Pixabay

As perspectivas para o mercado de açúcar no Brasil são positivas para safra 2023/24. Levantamento da StoneX, rede de serviços financeiros de nível global, apontam para mais um ciclo de preços fortalecidos em reais e em dólar, com maior arbitragem do açúcar frente ao etanol e maior demanda internacional do açúcar brasileiro. No Nordeste, o El Niño trará seca, retraindo a moagem em -5,7%. Ainda assim, segundo João Moura, consultor em gerenciamento de risco da StoneX, haverá boa safra, estimada em 58,1 milhões de toneladas de cana.

O impacto do El Niño no cenário internacional, porém, abrirá portas para exportação recorde do açúcar brasileiro, em meio ao aperto na oferta mundial do produto com a quebra de safras em players importantes no hemisfério norte, como a Índia e Tailândia.

Açúcar nacional

O Brasil responde pela metade das exportações de açúcar do mundo e para os produtores, o momento é excelente. O preço do açúcar alcançou a máxima histórica em reais e os valores mais elevados em dólar nos últimos 12 anos. Na Bolsa de NY registra alta de 33% neste ano. “Alta que impactou economias diversas, como a da China, que tem estimulado o consumo do adoçante de milho, como via alternativa, influenciando nas transações globais”, diz o consultor da StoneX.

Leia também a série O Desafio da Neoindustrialização:

Neoindustrialização do Brasil vai passar pela energia renovável do Nordeste

- Publicidade -

No Nordeste, setor automotivo sai na frente na corrida pela neoindustrialização

Neoindustrialização abre passagem para o verde

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Notícias

- Publicidade -